Linhas de ônibus de Petrópolis (RJ) operam com alterações devido a alagamentos e deslizamentos de terra

Interrupções no trânsito e mudanças de itinerários resultaram em atrasos e perdas de viagens. Fotos: Divulgação / Setranspetro.

Itinerários continuam sendo afetados na tarde deste domingo (03)

JESSICA MARQUES

As linhas de ônibus de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, operam com alterações neste domingo, 03 de janeiro de 2021. As fortes chuvas registradas nas últimas horas afetaram a operação, após a ocorrência de alagamentos e deslizamentos de terra.

As interrupções no trânsito e mudanças de itinerários resultaram em atrasos e perdas de viagens, conforme informado pelo Setranspetro (Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis), em nota.

Confira abaixo as interferências, por linha:

A Cidade Real segue apresentando dificuldades na operação da linha 113 – Marechal Hermes, que está desviando o trajeto pelo Bingen para conseguir chegar ao ponto final, devido a queda de barreira na Rua Ingelhein.

Já as linhas 118 e 132 – Pedras Brancas estão parando 600 metros antes, no antigo ponto final, em razão da abertura de um buraco na pista e estacionamento irregular de veículos, que impedem a tentativa de operação até o ponto final.

As interferências continuam, dessa vez, na operação da linha 135 – Caxambu (Via Luzitano), que precisou utilizar a calçada na região, para conseguir passar por uma barreira que está sobre a pista. A operação não precisou ser interrompida.

A Cidade das Hortênsias alterou o itinerário da linha 311 – Matriz de Cascatinha, após a subida que dá acesso à Rua Pedro Nava ceder. No local, também houve deslizamento. Com isso, o coletivo está atendendo somente a Rua Pouso Alegre, não chegando até o ponto final.

A Petro Ita também enfrenta as consequências da chuva que atingiu o município. As linhas 438 – Siméria (Via Alto da Serra) e 446 – Siméria (Via Coronel Veiga) estão parando 1,3 quilômetro antes do ponto final, próximo à escola, por conta da queda de barreira.

Já a linha 444 – 24 de Maio (Via Rua Nova) está com o atendimento suspenso, depois que um deslizamento atingiu a entrada do bairro, impossibilitado qualquer alternativa de operação.

A linha 454 – Vila Hípica não está passando pela Rua Friburgo, onde foi registrada a queda de barreira. Com isso, o coletivo está cumprindo o trajeto pela Rua Rio de Janeiro e Rua São Paulo.

Pela Cascatinha, a linha 525 – Comunidade do Neylor está parando 1,7 quilômetro antes do ponto final, na Rua Cidália Meireles, na localidade popularmente conhecida como Chácara. A alteração também acontece em razão dos deslizamentos de terra na região.

A Turb Petrópolis apresentou atrasos em todas as linhas de ônibus, entre a tarde e noite de ontem (03), após a interdição da Avenida Barão do Rio Branco.

Neste domingo, as equipes de operação seguem avaliando os trechos mais críticos nos distritos, para viabilizar a operação dos ônibus nas estradas que, em grande parte, são de terra, gerando consequentemente muita lama e buraco. Os trechos mais prejudicados são as comunidades Nossa Senhora de Fátima, Albertos e Jurity.

Confira as imagens enviadas pelo Setranspetro:

CAPITAL

Neste sábado (02), alagamentos também impediram a circulação dos ônibus do BRT Rio, na capital fluminense. A operação dos trens da SuperVia também foi afetada.

Relembre:

Alagamentos impedem circulação em trechos de corredores do BRT e trens no Rio neste sábado (02)

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta