Após protestos, Amazonas permite reabertura do comércio

Comércio fechado tinha como objetivo prevenir proliferação da Covid-19. Foto: Arquivo / Prefeitura de Manaus.

Determinação de fechamento foi revogada pelo governador Wilson Lima

JESSICA MARQUES

O governador do Amazonas, Wilson Lima, permitiu a reabertura do comércio, após um dia de protestos contra o fechamento dos pontos comerciais. A medida tinha como objetivo prevenir a proliferação do coronavírus.

O governador do estado, Wilson Lima, anunciou neste domingo, 27 de dezembro de 2020, a revogação do fechamento e a autorização da flexibilização do funcionamento do comércio.

Assim, a partir de segunda (28), os estabelecimentos comerciais e vendedores ambulantes podem atender de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, e aos sábados e domingos, somente nas modalidades delivery e drive-thru.

Entretanto, o funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes lojas de conveniência e flutuantes será ainda discutido pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19, junto com os representantes do setor.

As medidas de flexibilização, segundo o governador, ficam em vigor até 11 de janeiro de 2021.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta