São Caetano do Sul homologa empresa vencedora da licitação de rede cicloviária de 12 km

População escolheu as cores do projeto em votação pela internet. Foto: Facebook da Prefeitura de SCS

Obras com recursos do Pró-Transporte incluem calçadas acessíveis em trecho de 2.9 Km de cada lado da Avenida Goiás

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, homologou e adjudicou o resultado da licitação de Concorrência Pública para execução de obras de requalificação urbana para a implantação de rede cicloviária com extensão de 12 km.

O despacho da Secretaria Municipal de Obras e Habitação saiu publicado na edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira, 21 de dezembro de 2020.

Como mostrou o Diário do Transporte, a vencedora do certame foi a empresa Emparsanco Engenharia Ltda, com o valor de R$ 15.139.915,52. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/12/10/sao-caetano-do-sul-divulga-resultado-de-licitacao-para-construcao-de-rede-cicloviaria-com-extensao-de-12-km/

Além da rede cicloviária, a empresa vencedora será responsável ainda pela implantação de calçadas acessíveis e permeáveis em trecho de 2.9 Km de cada lado da Avenida Goiás.

As obras serão custeadas por contrato de financiamento firmado junto à Caixa Econômica Federal no âmbito do programa Pró-Transporte.


Como mostrou o Diário do Transporte em janeiro de 2018, o município paulista foi enquadrado no Grupo 1 (cidades com menos de 250 mil habitantes) do Programa Pró-Transporte, do Avançar Cidades. Relembre: São Caetano tem projetos de mobilidade pré-selecionados para receber verbas federais

Com a pré-seleção, a prefeitura contratou por meio de licitação uma empresa para desenvolver os projetos básico e executivo. Em junho de 2018, a empresa TC Urbes foi contratada por R$ 257 mil para elaborar estudo urbanístico, memorial descritivo, cronograma físico-financeiro, planilha orçamentária e memória de cálculo para o modal cicloviário (percurso de 12 km) e calçadas verdes e acessíveis na Av. Goiás. (veja contrato abaixo)

O projeto de ciclovias no centro, Cerâmica, Santo Antônio, Santa Maria e Santa Paula deve custar aproximadamente R$ 8 milhões, sendo que R$ 402 mil serão assumidos pela prefeitura como contrapartida do contrato com a CEF.

Em agosto de 2018 a Câmara de São Caetano do Sul aprovou a contratação do financiamento com a Caixa Econômica Federal. (veja abaixo).

POPULAÇAO ESCOLHEU CORES DO PROJETO

Em novembro de 2019 a prefeitura anunciou nas redes sociais que a população do município iniciaria 2020 com um novo projeto para o passeio público da Avenida Goiás, “que são as Calçadas Acessíveis e PermeáveisAinda em fase de finalização pela Secretaria de Obras e Habitação, o projeto tem por finalidade aumentar a acessibilidade das calçadas da mais famosa avenida da cidade”.

Segundo a publicação, as cores foram definidas pela população, em votação na internet, e as mais votadas foram Bronze e Gergelim, com 2.754 votos (44,7%), à frente da segunda, Grafite e Platina, com 1.265 votos (32,3%), e da terceira, Areia e Cromo Chumbo, com 901 votos (23%).

Como parte do projeto, uma ciclovia será instalada na Avenida Goiás, com extensão prevista de 12 km e percorrendo nove bairros. A rede cicloviária tem como objetivos viabilizar a intermodalidade, colaborar para convivência harmônica entre pedestres e ciclistas, estabelecer conexões entre os principais pontos da cidade e garantir a segurança dos ciclistas”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta