Diário no Sul

Em novo recorde, Porto Paranaguá (PR) embarca 157 ônibus para a África nesta segunda (14)

Ônibus se dirigindo para o navio

Em julho, 130 ônibus foram carregados em um único navio. Em outubro, outros 110, e, em novembro, foram 155 ônibus carregados o que era, até então, o maior embarque já realizado em um único lote, no porto paranaense

ADAMO BAZANI

O Porto de Paranaguá, no Paraná, bateu um novo recorde de exportação em lote único de ônibus.

De acordo com o Governo do Paraná, nesta segunda-feira, 14 de dezembro de 2020, foi realizado o embarque de 157 ônibus de uma só vez para Boma, na República do Congo, e Luanda, em Angola.

O lote é formado por 57 unidades do Marcopolo Torino, fabricadas no Rio Grande do Sul, e 100 unidades do Caio Apache Vip IV, produzidas em Botucatu, São Paulo. Os veículos têm chassis Volkswagen.

Como tinha mostrado o Diário do Transporte, até então o maior embarque foi de 155 coletivos em 13 de novembro de 2020, para os mesmos destinos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/11/14/especial-como-foi-o-embarque-de-155-veiculos-da-marcopolo-e-caio-para-a-africa-pelo-porto-de-paranagua-pr/

Somente neste ano, foram três grandes carregamentos de veículos de transporte público. Em julho, 130 ônibus foram carregados em um único navio. Em outubro, outros 110, e, em novembro, foram 155 ônibus carregados.

Os 552 veículos também foram para Boma, na República do Congo, e Luanda, em Angola. Os ônibus integram um projeto de transporte público dos países africanos.

O governo paranaense também explica que outros dois embarques em grande quantidade já estão previstos para os meses de janeiro e fevereiro de 2021.

Em 2019, foram exportados pelo terminal 588 ônibus em diversos lotes.

O trabalho de embarque desta segunda-feira (14) teve previsão de dez horas para ser concluído.

O diretor de Operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira, explicou em nota que este tipo de embarque por Paranaguá tem se tornado mais frequente.

“Em 2020 vimos embarques deste tipo com mais frequência, devido ao mercado e às boas condições de tarifa, espaço e, principalmente, mão de obra qualificada. Paranaguá tem um baixíssimo índice de avaria e isso faz toda a diferença na hora que o importador escolhe um porto” – disse

O armador do navio Maestro Universe, na operação desta segunda (14), é a empresa Wasa. Já a operação está sendo realizada pelo Grupo Marcon.

Marcopolo foi uma das exportadoras

Na nota, o gerente de operações de capatazia, Aldemar Marques Moreira, diz que o grupo Marcon trabalha com o recebimento e embarque de ônibus há 15 anos, no Porto de Paranaguá.

“As principais vantagens são o espaço, facilidade de acesso e custo. Hoje, o porto paranaense é uma das melhores opções para embarque de ônibus do Brasil”, explica.

O serviço da operadora, denominado como capatazia, compreende toda a preparação da carga até o embarque no navio, toda a logística em terra.

“É desde a chegada à área externa, o cadastramento nos sistemas da autoridade portuária, o auxílio aos despachantes, o posicionamento dos ônibus no pátio interno, e a coordenação dos arrumadores que levam os veículos até a entrada do navio”, explica Aldemar na mesma nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Bruti disse:

    “Para cada problema africano, existe uma solução brasileira” – Calestous Juma

Deixe uma resposta