Itanhaém assina ordem de serviço com a Expresso Fênix nesta segunda (07)

Prefeito Marco Aurélio Gomes (camisa cinza) passa a caneta para o empresário Victor Hugo Granziera Abi Chedid (camisa branca), da Expresso Fênix, para assinatura da ordem de serviço na manhã desta segunda-feira, 07 de dezembro de 2020

De acordo com sócio da empresa, Victor Hugo Granziera Abi Chedid, contratação dos funcionários da Litoral Sul ocorreu neste sábado. Ônibus com ar-condicionado vão circular com equipamentos desligados

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Itanhaém, no litoral paulista, assinou na manhã desta segunda-feira, 07 de dezembro de 2020, a ordem de serviço por 180 dias com a Expresso Fênix, que vai atuar emergencialmente no lugar da Litoral Sul, que teve o contrato rompido após problemas de greves sucessivas de trabalhadores e paralisações por falta de recursos para a compra de insumos, como óleo diesel.

A Litoral Sul reclama na Justiça o não cumprimento de repasses pelos serviços prestados o que, juntamente com os efeitos econômicos da pandemia de Covid-19 que provocou queda na demanda, teria agravado a situação financeira da companhia.

Como mostrou o Diário do Transporte, no último sábado (05), a prefeitura anunciou a contratação da Expresso Fênix.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/12/05/prefeitura-de-itanhaem-confirma-expresso-fenix-no-lugar-da-litoral-sul-a-partir-de-segunda-07/

De acordo com a prefeitura, serão 22 ônibus para 17 linhas que começam a operar nesta segunda-feira (07)

Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, o sócio-proprietário da Expresso Fênix, Victor Hugo Granziera Abi Chedid, disse que a empresa ponderou a viabilidade econômica e operacional do contrato ao ser comunicada sobre o processo de contratação emergencial

“Estudamos a viabilidade de operação e apresentamos o que seria melhor e ficasse em pé. Na última semana recebemos o comunicado que deveriam ser iniciados os serviços imediatamente. No último sábado, fizemos a seleção e recrutamento dos funcionários. A base principal são os trabalhadores da antiga operadora”

Abi Chedid prometeu que a Expresso Fênix vai “garantir benefícios e todos os pagamentos em dia do que prevê a lei” e prevê que possa haver necessidade de ajustes no início da operação

“Todo período de transição é marcado por críticas e problemas, e críticas até com razão. Todas as críticas serão bem-vindas, nos encaminhem para melhorar o atendimento”.

O empresário disse ainda que entre os 22 ônibus, há unidades com ar-condicionado, mesmo sem exigência do contrato, mas que por causa da pandemia, os veículos vão operar com equipamentos desligados.

DEVOLUÇÃO DE CRÉDITOS PELA LITORAL SUL:

Na assinatura do contrato, na manhã desta segunda-feira (07), o prefeito Marco Aurélio Gomes disse que nesta terça-feira vai intimar a Litoral Sul a devolver os créditos de passagens que foram comprados, mas ainda não foram usados pelos usuários.

Inicialmente, segundo Gomes, será uma intimação administrativa, mas se a empresa se recusar, a prefeitura pode acionar judicialmente a Litoral Sul.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Adelaide Araújo Atanázio disse:

    Até que enfim temos um meio de transporte público digno da população. Litoral era um lixo, não irei felicitar o prefeito de ter colocado ônibus, pois há muito tempo, estávamos esperando por isso.

Deixe uma resposta para Adelaide Araújo Atanázio Cancelar resposta