Após decisão favorável do TCE, Metrô marca licitação para supervisão da Linha 17 Ouro para 15 de dezembro

Foto: Eng. Michelli Valim (Facebook)

Corte julgou improcedente a representação do Sinaenco. Certame estava suspenso desde outubro, e agora será retomado. Outra licitação relativa ao monotrilho já foi realizada em 1º de dezembro

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia do Metrô de SP poderá dar continuidade à licitação referente à supervisão, auditoria, fiscalização, inspeção, acompanhamento e controle na implantação de sistemas elétricos, eletrônicos, mecânicos e material rodante do empreendimento monotrilho da linha 17.

O Tribunal de Contas do Estado de SP, pelo voto do Auditor Substituto de Conselheiro Josué Romero, Relator, e dos Conselheiros Antonio Roque Citadini, Renato Martins Costa, Cristiana de Castro Moraes, Dimas Ramalho e Sidney Estanislau Beraldo decidiu em sessão de 04 de novembro de 2020 julgar improcedente a representação do Sinaenco, sindicato nacional que representa empresas de engenharia consultiva e arquitetura.

Desta forma, a Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô foi liberada a dar prosseguimento à Licitação nº 10015350. A decisão do TCE consta da edição desta sexta-feira, 04 de dezembro de 2020 do Diário Oficial do Estado (DOE).

O Metrô, ciente da decisão, já comunicou a retomada do certame, publicando Aviso de que a realização da Sessão Pública de Recebimento e Abertura das propostas será no dia 15 de dezembro 2020, às 10h, na Rua Boa Vista, 170 – CIDADE I – Mezanino – Auditório “B” – São Paulo, Capital.

 


Como mostrou o Diário do Transporte, a licitação foi suspensa pelo Metrô por determinação do TCE conforme publicado no DOE de 06 de outubro de 2020. Relembre: Metrô suspende duas licitações referentes às obras da Linha 17 Ouro

OUTRA LICITAÇÃO DA LINHA 17

Também por decisão do TCE, outra licitação da Linha 17 Ouro que estava suspensa na mesma data foi retomada pelo Metrô, com o certame sendo realizado dia 01 de dezembro de 2020.

Esta Licitação, de número 10015384, refere-se a serviços de engenharia para apoio à supervisão, fiscalização, acompanhamento e controle das obras civis remanescentes do monotrilho da linha 17 – Ouro.

A melhor proposta foi apresentada pelo Consórcio LBR-REP, composto pelas empresas LBR Engenharia e REP Serviços e Transportes (veja Ata abaixo).

A licitante ficou intimada a apresentar a planilha de serviços e preços para a Comissão de Licitação.


 


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta