Porto Alegre inicia operação de faixa exclusiva e ciclovia a partir desta segunda (23)

Trajeto de 2.400 metros foi sinalizado entre os bairros Auxiliadora e Moinhos de Vento. Foto: Maria Ana Krack / PMPA.

Medidas entram em vigor nos bairros Auxiliadora e Moinhos de Vento

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, dá início nesta segunda-feira, 23 de novembro de 2020, à operação de uma nova faixa exclusiva para ônibus e uma ciclovia nos bairros Auxiliadora e Moinhos de Vento.

A partir da esquina da rua Carlos von Koseritz, bairro Auxiliadora, um trajeto de 2.400 metros foi sinalizado com a faixa exclusiva na avenida Plínio Brasil Milano, sentido bairro-Centro, e segue por toda a rua 24 de Outubro, no Moinhos de Vento, até a Praça Júlio de Castilhos, próximo à rua Ramiro Barcelos.

No horário entre 6h e 9h e das 16h às 20h, de segunda a sexta-feira, o uso do trecho demarcado com a faixa azul será prioritário para o transporte coletivo, seletivo e táxis. Fora do horário de pico e aos finais de semana, estará disponível para os demais veículos.

A EPTC informou, em nota, que é permitido acessar a faixa exclusiva do ônibus para realizar uma conversão na rua seguinte ou para acesso a garagens e estabelecimentos, desde que devidamente sinalizado com o uso de seta (pisca-pisca), como em toda e qualquer mudança de faixa.

TRAJETOS EXCLUSIVOS PARA ÔNIBUS

Segundo a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), o objetivo é a priorização do transporte coletivo e da mobilidade ativa na capital. A medida amplia para 35,8 quilômetros de faixas azuis, de uso exclusivo do transporte público nos horários de pico, que se juntam aos 56,3 quilômetros de corredores de ônibus.

Ainda de acordo com a Prefeitura, a implantação vai beneficiar cerca de 83 mil usuários e agilizar o deslocamento de 17 linhas de ônibus e lotação. Assim, a entrega vai resultar em 16.950 metros de trechos de faixas exclusivas implantados em 2020, que representam 108% do total implantado desde 1977 até 2016 (15.700 m), conforme informado pela administração municipal.

MOBILIDADE ATIVA

Os usuários da chamada pela Prefeitura de mobilidade ativa recebem uma ciclovia unidirecional de 1.400 metros desde o início do trecho até o Parque Moinhos de Vento. Com a implantação, os ciclistas podem fazer seus deslocamentos com segurança por meio da ligação com a malha cicloviária da av. Goethe, das ruas Vasco da Gama, Mariante e Silva Só até chegar à av. Ipiranga, para acessar as universidades (UFRGS e PUCRS) ou a Orla do Guaíba.

“O projeto, que possui o conceito de Ruas Completas, utiliza soluções de desenho urbano para oferecer uma experiência mais segura e democrática para todos. Através do redesenho da sinalização horizontal, com demarcação de ilhas por meio de urbanismo tático e redução da distância na transposição das vias, é possível priorizar os usuários da mobilidade ativa ao valorizar a segurança e reduzir a acidentalidade nos trechos. A redivisão das faixas de rodagem, sem redução de capacidade de veículos, também contribui para tornar mais eficiente o uso do espaço urbano”, informou a Prefeitura, em nota.

Os locais terão um período de acompanhamento e orientação aos usuários. Haverá reforço nas ações educativas, com a presença de agentes de fiscalização de trânsito e transporte para instruir sobre o uso adequado do espaço, ainda segundo a administração municipal.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta