Ji-Paraná, em Rondônia, terá transporte público suspenso dia 30 de novembro

Foto: Gian Lucas Santana Zardo / Ônibus Brasil

Empresa Coopemtrans comunicou a prefeitura que interromperá os serviços devido à queda drástica na arrecadação

ALEXANDRE PELEGI

Mais uma empresa de ônibus ameaça suspender a prestação dos serviços de transporte urbano devido aos fortes impactos causados pela pandemia.

Como informa matéria do Diário da Amazônia, o município de Ji-Paraná, em Rondônia, cidade com população de 130 mil habitantes, poderá ficar sem ônibus no dia 30 de novembro de 2020.

A Cooperativa Cidade de Ji-Paraná Transporte Coletivo (Coopemtrans), que opera o transporte local, declarou que vai suspender os serviços por causa da forte queda da demanda causada pela pandemia de coronavírus, o que provocou um forte déficit financeiro à empresa.

A prefeitura foi formalmente comunicada pela Cooperativa.

Em declaração ao Diário do Amazonas, o representante da empresa, Walter Freitas, afirmou que “trabalhar apenas com o que arrecadamos dos passageiros em geral é impossível, pois os gastos superam em muito essa receita. O que nos mantém em condições de operar, são os recursos advindos dos convênios para vender vales estudantil e vales transporte para serem usados por alunos e também por servidores públicos”.

O déficit vem se agravando desde abril. Walter adiantou números ao jornal, como a forte queda na arrecadação dos vales de estudantes do convênio para atender os alunos da rede pública. Segundo Walter, se em 2019 foram adquiridos 184 mil vales, neste ano este número chegou a apenas 41 mil, devido à suspensão das aulas.

Além disso, o convênio para fornecimento de vales transporte para os servidores públicos municipal também teve queda de cerca de 70%.

Outro fator que dificulta a situação da empresa está nas gratuidades: cerca de 40% dos passageiros transportados pela Coopemtrans estão no grupo de isentos, como os idosos.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta