CPTM arrecada R$ 4,6 milhões em leilão de carros ferroviários e sucatas sem uso

Trem da Série 1700 do modelo leiloado. Foto: Ricardo Guimarães/Diário da CPTM

Valor total é 48% acima do estimado pela companhia. Só com carros, a arrecadação foi de R$ 268 mil

WILLIAN MOREIRA

A CPTM concluiu na quarta-feira, 11 de novembro de 2020, um leilão de materiais sem serventia para a empresa que incluía cinco lotes com um carro ferroviário cada, conseguindo a quantia total de R$ 4,6 milhões no processo.

Apenas com os cinco carros da Série 1700, a companhia arrecadou R$ 268 mil, além de R$ 1.845.000 em trilhos, R$ 832 mil com material de via permanente, R$ 659 mil com cobre e mais R$ 495 mil com a venda de dormentes.

Segundo o gerente de logística da CPTM, Leandro Capergiani Moreira, em nota, apenas em 2020 a companhia totaliza a quantia de R$ 16,7 milhões com leilões. No ano anterior, os leiloes resultaram em R$ 5,2 milhões.

“O leilão de peças inservíveis permite a Companhia recuperar parte do investimento, gera benefício ambiental e abre espaço para outros materiais do ciclo de substituição” finaliza Leandro.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta