Iveco assina acordo de cooperação na Itália para desenvolver biogás, gás natural e hidrogênio no setor de transportes

Objetivo é promover o papel fundamental da mobilidade usando gás natural (bioGNV e bioGNL) e hidrogênio em soluções completas para ônibus e outros veículos comerciais

ALEXANDRE PELEGI

A FPT Industrial e a IVECO, marcas da CNH Industrial N.V. (NYSE: CNHI / MI:CNHI) que projetam e fabricam sistemas de propulsão e veículos comerciais, acabam de firmar junto com a Snam, uma das principais operadoras de infraestrutura de energia do mundo, um acordo de Intenções para a cooperação tecnológica e comercial a fim de contribuir com a descarbonização do setor de transportes na Itália e internacionalmente.

Pelo acordo, serão desenvolvidas alternativas de biomobilidade (biogás e gás natural) e hidrogênio.

O acordo propõe uma colaboração entre os três parceiros que vão desde motores (FPT Industrial) e veículos comerciais (IVECO), até serviços e infraestrutura de distribuição (Snam, por meio da Snam4Mobility).

O objetivo é promover o papel fundamental da mobilidade usando gás natural (bioGNV e bioGNL) e hidrogênio.

Segundo comunicado distribuído à imprensa especializada, da qual o Diário do Transporte faz parte, serão incluídos modelos de negócios inovadores focados em oferecer soluções completas para ônibus, além de veículos comerciais leves e pesados.

A meta do acordo é desenvolver a mobilidade sustentável integrada para promover o aumento do uso de veículos de condução alternativa, com uma estratégia compartilhada de desenvolvimento colaborativo de veículos e rede de distribuição.

A colaboração terá como foco ainda a seleção de estudos concebidos para o planejamento e a testagem com soluções de reabastecimento, tecnologias e infraestrutura inovadoras para frotas e clientes corporativos.

A FPT Industrial, a IVECO e a Snam, segundo o acordo assinado, planejam colaborar em projetos de mobilidade sustentável na área de serviços públicos e transporte público local.

Nesse contexto, outras iniciativas que combinam o compromisso e a promoção com instituições a nível regional, nacional e europeu terão como objetivo facilitar a expansão de soluções de mobilidade sustentável com base no gás natural e no hidrogênio.

De acordo com o vice-presidente de engenharia de produtos da FPT Industrial, Pierpaolo Biffali, a empresa sempre foi pioneira na área de motores alternativos. “Temos 20 anos de experiência no desenvolvimento da tecnologia de gás natural. Somos uma empresa líder no mercado, tendo comercializado mais de 50 mil motores movidos a metano e biometano e apresentado o motor 100% movido a gás natural mais eficiente para veículos industriais: o Cursor 13 com 460 hp. Neste momento, nossos motores movidos a biometano podem reduzir as emissões de CO2 a valores próximos de zero, ajudando na batalha contra as mudanças climáticas”, afirmou o executivo.

Ainda segundo Biffali, o hidrogênio é decisivo a médio e longo prazo, principalmente para o setor de transportes de longas distâncias. “Como prova do nosso compromisso com a tecnologia movida a hidrogênio, a FPT Industrial e a IVECO fazem parte do H2Haul (um projeto europeu para introduzir e utilizar caminhões movidos a hidrogênio para transporte em asfalto), dando continuidade ao fornecimento de soluções com emissão zero para aplicações em veículos pesados”.

O vice-presidente da FTP garante que a pesquisa fornecerá resultados significativos, preparando o caminho para o desenvolvimento desse tipo de tecnologia em um futuro não tão distante. “Temos a certeza de que, graças a este acordo, poderemos criar um futuro mais sustentável juntos”, concluiu.

Já o vice-presidente da linha global de caminhões médios e pesados da IVECO, Marco Liccardo, declarou que a IVECO sempre esteve na vanguarda da descarbonização no setor de transportes de veículos pesados, caminhando em direção à interrupção das emissões. “Essa é uma transformação que já começou e em que o hidrogênio tem um papel fundamental. Aliás, hoje olhamos para o futuro sabendo que o gás natural e o biometano são fatores determinantes fundamentais e pontes para chegarmos ao hidrogênio, que oferecerá a solução para o transporte de longas distâncias tendo em vista as rigorosas metas europeias de redução das emissões até 2025 e de maneira consistente com nossa iniciativa conjunta com a Nikola de lançar nossos caminhões pesados com células de combustível até 2023”.

Segundo Liccardo, o acordo é uma oportunidade para desenvolver a infraestrutura necessária na cadeia de suprimentos da Itália.

O CEO da Snam4Mobility, Alessio Torelli, ressaltou que com o acordo sua empresa espera fortalecer o papel do gás natural como uma solução imediata para a redução das emissões, impulsionando as lideranças italianas nesse setor e desenvolvendo o biometano e, posteriormente, o hidrogênio como soluções importantes para a mobilidade sustentável no futuro, principalmente no caso de veículos pesados. “Com a Snam4Mobility, estamos desenvolvendo uma infraestrutura de distribuição cada vez mais difundida que já está a serviço da biomobilidade e, em breve, será voltada para o hidrogênio. Por meio das parcerias comerciais, como a que estamos firmando com a FPT Industrial e a IVECO, queremos colaborar com os principais agentes do setor para criar e  desenvolver a tecnologia na cadeia de valores a nível internacional, ajudando a reduzir as emissões poluentes e alcançar os objetivos relacionados às mudanças climáticas em benefício da comunidade”, afirmou o CEO da Snam.

O acordo pode estar sujeito a outros acordos vinculativos, em que as partes definirão os termos e as condições para a implementação dos projetos.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta