Recapeamento que fez ônibus rasparem teto na zona Oeste ainda não foi consertado e desvios permanecem

Ônibus metropolitanos também foram afetadas

Por causa de obra, espaço ficou mais baixo para os coletivos

ADAMO BAZANI

Passageiros de ônibus municipais gerenciados pela SPTrans e metropolitanos do sistema EMTU encontram ainda dificuldades nesta quinta-feira, 05 de novembro de 2020, por causa de um recapeamento na passagem sob a linha da CPTM na Vila Anastácio, zona Oeste.

Como mostrou em primeira mão o Diário do Transporte, a obra no local, que ocorreu na madrugada desta quarta-feira (04) aumentou a camada de pavimento e o espaço para a altura dos ônibus ficou menor.

Com isso, os coletivos rasparam o teto, danificando lataria, caixas de ventilação e alçapões.

As linhas que continuam afetadas são:

SPTrans: 8001/10, 8002/10, 8043/10, 8100/10, 8047/10, 8050/31, 8062/10, 8065/10, 1896/10

EMTU: 053, 203, 229, 310 e 352 que ligam os municípios de Barueri, Osasco e Santana de Parnaíba à capital.

Os desvios são: Rua Fortunato Ferraz e acessam a Rua Monte Pascal, R. Laurindo de Brito, Av Mercedes retornando ao seu trajeto normal e, no sentido oposto; Rua Laurindo de Brito, Rua Brigadeiro Gavião Peixoto, Rua Monte Pascal, retornando ao itinerário.

A prefeitura de São Paulo informou ontem ao Diário do Transporte que técnicos avaliaram o local para os reparos.

Acesse e relembre os vídeos:

https://diariodotransporte.com.br/2020/11/04/video-recapeamento-faz-onibus-rasparem-o-teto-em-passagem-na-vila-anastacio-e-linhas-sao-desviadas/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Saulo Angelo disse:

    É incrível como a nova geração de “Engenheiros” ou quem quer que seja o responsável por obras tão simples, não consigam pensar antecipadamente nessas possibilidades. Aqui no Rio vemos situações semelhantes.

Deixe uma resposta