Diário no Sul

Após rejeitar impugnação de licitante, prefeitura de Colombo, na Grande Curitiba, remarca licitação para Plano de Mobilidade Urbana

Viação Santo Ângelo, em Colombo (PR). Foto: Matheus Felipe / Ônibus Brasil

Certame será realizado nesta sexta-feira, 23 de outubro de 2020

ALEXANDRE PELEGI

Colombo, município da Grande Curitiba, Paraná, com população estimada de 244 mil habitantes, remarcou a data da Licitação para a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana.

A publicação consta da edição do Diário Oficial da União desta quinta-feira, 22 de outubro de 2020.

Após haver agendado a concorrência para o dia 22 de setembro, conforme publicação no DOU de 06 de agosto passado, o certame teve de ser descontinuado após pedido de impugnação apresentado por uma das licitantes.

Com o indeferimento da impugnação, a prefeita Izabete Cristina Pavin decidiu retomar o processo licitatório.

A Concorrência será do tipo Técnica e Preço.



O Plano de Mobilidade Urbana organiza o sistema viário da cidade, que envolve trânsito, ciclovias, pedestres, obras necessárias e outras situações. O Plano é exigido por Lei Federal aos municípios com mais de 200 mil habitantes, que é o caso de Colombo.

No último levantamento do IBGE (censo 2010), mais de um quinto da população de Colombo levava mais de uma hora só para chegar ao trabalho.

A cidade pertence ao Núcleo Urbano Central – NUC, delimitado pela malha urbana contínua que abrange outros 13 municípios – Almirante Tamandaré, Araucária, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras, Rio Branco do Sul e São José dos Pinhais.

Melhorar o zoneamento e o planejamento urbano na cidade é uma das exigências para diminuir a necessidade de deslocamento das pessoas, melhorar o transporte público coletivo e o transporte ativo, além de diminuir a atratividade do uso do transporte individual, especialmente o carro.

São José dos Pinhais e Colombo, juntamente a Piraquara e Fazenda Rio Grande, concentram cerca de 1/3 da população da Região Metropolitana de Curitiba – a população dessas cidades, somada à da capital paranaense, resultava em 2020 em 79,1% da população do NUC e 76% da população da RMC.

Recentemente, como mostrou o Diário do Transporte, a prefeitura de Pinhais, vizinha a Colombo, publicou Aviso de Licitação e Tomada de Preços com vistas à contratação de empresa especializada para elaboração do Plano de Mobilidade Urbana do Município.

A publicação foi feita na edição de 29 de julho de 2020, do Diário Oficial da União. Com um horizonte de, no mínimo, 10 anos, o PlanMob Pinhais será licitado pelo critério de Técnica e Preço, com valor máximo de R$ 631 mil.

A entrega e abertura dos envelopes estava marcada para dia 31 de agosto, às 09:00 horas, e segundo informações do site da prefeitura, o processo ainda não foi concluído. Relembre: Pinhais, na Grande Curitiba, abre licitação para Plano de Mobilidade Urbana

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Celso Martins disse:

    O Plano de Mobilidade Urbana organiza o sistema viário da cidade, que envolve trânsito, ciclovias, pedestres, obras necessárias e outras situações. O Plano é exigido por Lei Federal aos municípios com mais de 200 mil habitantes, que é o caso de Colombo.

    Correto não seria 20 mil?

  2. Samuel Joselito disse:

    Fica aqui registrado minha total indignação com a “Nova” Rodovia da Uva de Colombo, que depois de duplicada e com Três (3) faixas de rolamento, obrigando o ciclista a andar na calçada juntos com os pedestres. Sem contar que nas esquinas há desníveis impressionantes e perigosos !

Deixe uma resposta