Linha Ponte Viva, em Florianópolis, volta a operar segunda (26) com tecnologia anti-Covid-19 nos ônibus

Os dois veículos que operam o itinerário são de modelo Volare Access com ar-condicionado, Wi-Fi gratuito e USB, para carregar dispositivos móveis. Foto: Divulgação.

Produto é aplicado nos assentos e no filtro do ar-condicionado para evitar proliferação do vírus

JESSICA MARQUES

Após sete meses suspensa, a linha de ônibus Ponte Viva, em Florianópolis, Santa Catarina, volta a operar a partir de segunda-feira, 26 de outubro de 2020.

Os dois micro-ônibus que realizam o itinerário da linha circular 1119 Ponte Viva foram equipados com uma tecnologia anti-Covid-19. A informação foi divulgada pela Prefeitura nesta quarta (21).

A tecnologia é incorporada dentro do fio têxtil ou do filtro do ar-condicionado. Assentos e pega-mão dos micro-ônibus também receberam o produto, que neutraliza bactérias e o Sars-Cov-2, o novo coronavírus causador da Covid-19.

A aplicação da tecnologia é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Florianópolis e as empresas TNS Nanotecnologia e ChromaLíquido Soluções Tecnológicas.

Conforme noticiado pelo Diário do Transporte, a linha Ponte Viva voltou a passar pela Ponte Hercílio Luz em janeiro deste ano. Os dois veículos que operam o itinerário são de modelo Volare Access com ar-condicionado, Wi-Fi gratuito e USB, para carregar dispositivos móveis.

Os micro-ônibus também possuem piso baixo, característica que facilita o acesso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, sem a necessidade do uso de elevador.

A idealização do circular Ponte Viva é da Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano da Capital, e faz parte das ações do projeto de mesmo nome, coordenado pelo arquiteto e urbanista Michel Mittmann.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta