Chinesa BYD e japonesa Hino assinam acordo de criação de nova empresa para produzir ônibus e caminhões elétricos

Ônibus da Hino (Branco) e da BYD (verde)

Planta deve ser China e cada empresa vai participar com 50% de capital na joint venture

ADAMO BAZANI

Duas gigantes asiáticas produtoras de veículos, em especial pesados como ônibus e caminhões, assinaram nesta quarta-feira, 21 de outubro de 2020, um acordo de joint venture para estabelecer uma nova empresa com o objetivo de desenvolver novos modelos de veículos elétricos a bateria.

O acordo é entre a chinesa BYD Auto Industry Co., Ltd (BYD) e a japonesa Hino Motors, Ltd. (Hino) e, segundo comunicado das fabricantes, a nova empresa vai contar com 50% de participação de cada uma delas.

“Este novo empreendimento está programado para ser estabelecido na China em 2021, com a BYD e a Hino fazendo, cada uma, um investimento de capital de 50%. A sociedade combinará os pontos fortes de ambas as empresas para desenvolver veículos elétricos a bateria e terá como objetivo implementar rapidamente os produtos ideais para as necessidades dos clientes, principalmente no mercado asiático, buscando uma sociedade de baixo carbono.”

No comunicado não foram divulgados valores, mas as empresas anunciaram que “o empreendimento planeja inicialmente lançar veículos sob a marca Hino nos próximos cinco anos”.

QUEM É QUEM:

A chinesa BYD foi por quatro anos consecutivos (de 2015 a 2018) a maior fabricante global de baterias de lítio-ferro e de veículos elétricos e plug-in. A empresa está presente nos seis continentes, com veículos operando em mais de 300 cidades de 50 países, grande parte ônibus.

No Brasil, a BYD abriu sua primeira fábrica em 2015 para produção de chassis de ônibus elétricos e comercialização de veículos e empilhadeiras em Campinas, interior de São Paulo. Em abril de 2017, inaugurou sua segunda planta, para produção de módulos fotovoltaicos, consolidando-se como uma das líderes desse importante mercado no Brasil. Em 2020, a BYD iniciou a operação de sua terceira planta fabril no País, em Manaus, para a produção de baterias. A BYD também é responsável por dois projetos de SkyRail (monotrilho) no país: Em Salvador, com o VLT do Subúrbio, e na cidade de São Paulo, com a Linha 17 – Ouro, do monotrilho da zona Sul. A BYD Brasil emprega 365 funcionários nas cidades de Campinas, São Paulo, Salvador, Manaus, Vitória, Curitiba e Rio de Janeiro.

Já a japonesa Hino Motors é uma subsidiária da Toyota Motor Corporation e uma das 16 maiores empresas do Grupo Toyota.

A empresa, sediada em Hino-shi, Tóquio, produz caminhões e ônibus, veículos comerciais leves, veículos de passageiros (encomendados da Toyota Motor Corporation), vários tipos de motores, peças sobressalentes, entre outros equipamentos.

A origem da companhia é em 1910 com o nome de Tokyo Gas Industry Co., Ltd. Em 1930 fez o primeiro modelo de ônibus e, em 1950, fez o primeiro trólebus do Japão.

Atualmente, a Hino possui quase 35 mil trabalhadores diretos.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta