Greve de ônibus afeta São Sebastião (SP)

Publicado em: 13 de outubro de 2020

TCE diz que contratação da Ecobus foi irregular. Empresa contestou

Funcionários da Ecobus dizem que estão com pagamentos atrasados e empresa e prefeitura não entram em acordo sobre repasse; no dia 09 de outubro, a prefeitura notificou a empresa da rescisão de contrato

ADAMO BAZANI

Moradores de São Sebastião, no litoral paulista, amanheceram nesta terça-feira, 13 de outubro de 2020, sem transporte coletivo.

Motoristas e demais funcionários da Ecobus, empresa que presta serviços na cidade, cruzaram os baços se queixando de atrasos nos pagamentos de salários e benefícios.

A paralisação foi decidida em assembleia na madrugada desta terça-feira e pegou os passageiros de surpresa.

Apenas o ônibus de transporte de profissionais da saúde saiu para prestar serviços.

A empresa e a prefeitura não chegaram a um acordo sobre valores de repasses referentes à concessão dos serviços.

A companhia chegou a entrar na Justiça sobre a questão.

No dia 09 de outubro, a prefeitura notificou a empresa da rescisão de contrato.

No dia 10 de setembro de 2020, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) rejeitou recurso impetrado pela Auto Viação São Sebastião Ltda (Ecobus) contra acórdão do Tribunal Pleno e manteve decisão que julgou irregulares a concorrência e o contrato da concessão de serviços de transporte coletivo municipal de passageiros do município.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/10/09/prefeitura-de-sao-sebastiao-notifica-ecobus-sobre-rescisao-de-contrato-de-concessao-do-transporte/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta