Cravinhos reabre chamamento público para operação de transportes coletivos

Publicado em: 29 de setembro de 2020

Ônibus da TUGA em Carvinhos (SP). Chamamento público não tem despertado interesse. – Foto Arquivo.

Propostas devem ser apresentadas no dia 09 de outubro

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Cravinhos, no interior de São Paulo, publicou nesta terça-feira, 29 de setembro de 2020, mais um aviso de chamada pública para operação dos transportes coletivos.

Desta vez, a data de abertura das propostas foi marcada para o dia 09 de outubro de 2020.

A concorrência, segundo o edital no site da prefeitura, é aberta para empresas, microempresas e cooperativas, mas é necessário ter experiência no setor.

A tarifa técnica, ou seja, a remuneração por passageiro é de R$ 1,80, no máximo.

Ainda de acordo com o edital, o prazo máximo da autorização será de 270 dias até a conclusão do plano de mobilidade do município.

“ A autorização será válida por um período de até 270 (duzentos e setenta) dias, prazo suficiente para término do estudo sobre a mobilidade urbana e saída faseada e gradual do atual estado de emergência pública e calamidade pública, bem como o término do estudo para atendimento dos novos bairros e locais que serão contemplados na concessão da outorga de transporte público a ser realizada.”

Ainda de acordo com o edital, a frota mínima deve ser de três ônibus com idade máxima de fabricação de até (08) dez anos de fabricação; acessibilidade e capacidade mínima de 34 lugares com bacos estofados.

IMAGEM

HISTÓRICO:

A prefeitura de Cravinhos tem tentado por diversas vezes firmar um novo contrato de autorização da prestação de serviços de transportes coletivos.

Como mostrou o Diário do Transporte, a Viação Guaxupé Ltda – TUGA havia anunciado o encerramento das atividades na cidade por causa do término do contrato que não foi renovado.

No dia 02 de agosto de 2020, o prefeito José Carlos Carrascosa dos Santos disse que os serviços passariam a ser operados pelo poder público por meio de ônibus alugados.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/08/02/prefeitura-de-cravinhos-sp-opera-transporte-coletivo-com-onibus-alugados-ate-licitacao-ser-finalizada/

HISTÓRICO:

Contrato:

Ao Diário do Transporte, a Viação Guaxupé Ltda – TUGA confirmou no dia 30 de julho a suspensão das atividades, alegando que o contrato com a Prefeitura foi encerrado. Assim, por não haver renovação, a operação não prosseguiria mais a partir de 31 de julho.

O encerramento do contrato ocorreu em 19 de julho de 2020. De acordo com a empresa, a Prefeitura conseguiu na Justiça liminar obrigando continuidade do serviço, mas a decisão foi cassada.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/08/02/prefeitura-de-cravinhos-sp-opera-transporte-coletivo-com-onibus-alugados-ate-licitacao-ser-finalizada/

A TUGA é uma empresa com sede em Guaxupé, sul de Minas Gerais, que opera como concessionária em no município paulista.

O que disse a prefeitura:

Por sua vez, o prefeito José Carlos Carrascosa dos Santos afirmou que a empresa foi procurada para continuar a prestação do serviço, mas não quis. De acordo com Santos, a viação queria aumentar a tarifa acima do considerado aceitável pela Prefeitura.

“Nós procuramos a empresa em maio desse ano para que fizesse a renovação deste contrato por mais um ano. Estávamos propondo mais um ano de contrato e a tarifa seria de R$ 1,75 mais a correção desse mês, que iria para mais ou menos R$ 1,80. A empresa disse que não aceitaria fazer a prorrogação por mais ou ano, mas sim por oito anos. Mas o pior é que ela faria só por oito anos  pelo preço de R$ 3,02, isso significa 72% de aumento”, disse o prefeito.

Tentativas de novos contratos se arrastam:

A prefeitura de Cravinhos republicou no Diário Oficial do Estado de 25 de julho de 2020 o chamamento público para a concessão do serviço de ônibus.

Relembre: Cravinhos republica chamamento para empresas de ônibus e altera data de certame para 05 de agosto

“Nós já abrimos uma chamada pública, teve uma audiência na semana passada na Câmara e todos podem participar da concorrência. Dia 05 terá o edital chamando empresas, com preço de R$ 1,80 reais para baixo”, afirmou também o chefe do Executivo.

A primeira publicação foi feita no DOE de 21 de julho. A data da abertura das propostas estava marcada para o dia 23 de julho, ou seja, dois dias depois do ato divulgado.

Relembre: Cravinhos (SP) abre chamamento para empresas de ônibus

Com a nova publicação, o certame fica marcado para 05 de agosto próximo. Para este período, não há definição de empresa para operar o transporte coletivo da cidade.

Procurada pelo Diário do Transporte, a Prefeitura não se manifestou na época sobre a iminente falta de ônibus em circulação para atendimento da população.

Em 08 de agosto, a prefeitura de Cravinhos, no interior paulista, relançou a licitação para definir  empresa que vai prestar os serviços de transportes coletivos por ônibus.

A modalidade foi chamamento público.

Como mostrou o Diário do Transporte, a Viação Guaxupé Ltda – TUGA havia anunciado o encerramento das atividades na cidade por causa do término do contrato que não foi renovado.

No dia 02 de agosto de 2020, o prefeito José Carlos Carrascosa dos Santos disse que os serviços passariam a ser operados pelo poder público por meio de ônibus alugados.

Em 08 de agosto de 2020, a prefeitura de Cravinhos, no interior paulista, relançou a licitação para definir a empresa que vai prestar os serviços de transportes coletivos por ônibus. A data de abertura dos envelopes foi marcada para 24 de agosto, mas não houve a apresentação das propostas.

No dia 26 de agosto, a prefeitura relançou a chamada pública com a data de 04 de setembro de 2020 para a apresentação das propostas.

Não houve sucesso.

A prefeitura de Cravinhos, no interior de São Paulo, então publicou em  29 de setembro de 2020, mais um aviso de chamada pública para operação dos transportes coletivos.

Desta vez, a data de abertura das propostas foi marcada para o dia 09 de outubro de 2020.

A concorrência, segundo o edital no site da prefeitura, é aberta para empresas, microempresas e cooperativas, mas é necessário ter experiência no setor.

A tarifa técnica, ou seja, a remuneração por passageiro é de R$ 1,80, no máximo.

Ainda de acordo com o edital, o prazo máximo da autorização será de 270 dias até a conclusão do plano de mobilidade do município.

“ A autorização será válida por um período de até 270 (duzentos e setenta) dias, prazo suficiente para término do estudo sobre a mobilidade urbana e saída faseada e gradual do atual estado de emergência pública e calamidade pública, bem como o término do estudo para atendimento dos novos bairros e locais que serão contemplados na concessão da outorga de transporte público a ser realizada.”

Ainda de acordo com o edital, a frota mínima deve ser de três ônibus com idade máxima de fabricação de até (08) dez anos de fabricação; acessibilidade e capacidade mínima de 34 lugares com bacos estofados.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta