EMTU notifica Consórcio Internorte, de Guarulhos e região, para intensificar limpeza dos ônibus

Publicado em: 17 de setembro de 2020

Ônibus dalinha 105 – Metrô Tucuruvi (São Paulo)/ Jardim Moreira (Guarulhos)

Reportagem do Diário do Transporte constatou ônibus com o interior sujo em plena pandemia de Covid-19, que requer medidas de higienização mais rigorosas

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

A EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, que gerencia os ônibus intermunicipais metropolitanos na Grande São Paulo, notificou o Consórcio Internorte para intensificar a higienização e limpeza dos ônibus.

A informação é da própria EMTU nesta quinta-feira, 17 de setembro de 2020, em resposta aos questionamentos do Diário do Transporte sobre as condições de higiene dos coletivos que operam na área 3 da Grande São Paulo formada pelas cidades de Arujá, Guarulhos, Mairiporã, Santa Isabel e São Paulo.

No último sábado, 12, a reportagem embarcou no veículo Prefixo 30.587, do Consórcio Internorte (Viação Vila Galvão) que fazia a linha 105 – Metrô Tucuruvi (São Paulo)/ Jardim Moreira (Guarulhos) , no sentido Guarulhos,  por volta de 19h.

Foi constatada muita sujeira no interior do veículo, em especial poeira aparentemente antiga, e marcas de gordura em balaústres e vidros, indicando que não havia higienização constante no interior do veículo.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/09/14/onibus-de-linha-que-liga-sao-paulo-a-guarulhos-e-flagrado-sujo-em-meio-a-pandemia-de-covid-19/

O Diário do Transporte recebeu uma série de mensagens de leitores após a publicação da reportagem e encaminhou todas para a EMTU.

De acordo com a gerenciadora dos transportes metropolitanos, em nota, o veículo flagrado passa agora por higienizações regulares, o Consórcio Internorte foi notificado e orienta que ao presenciar um ônibus sujo, o passageiro deve denunciar.

Veja a nota na íntegra:

A EMTU notificou o Consórcio Internorte sobre a necessidade de intensificação e rigor na limpeza dos ônibus que atendem as linhas intermunicipais sob sua responsabilidade. A multa é aplicada quando as equipes de fiscalização de campo e de inspeção nas garagens detectam o problema, que deve ser solucionado dentro do prazo determinado.  O veículo citado na reportagem está passando por higienização  regular.  A autuação por falta de limpeza pode ser feita somente quando identificada por agente fiscal credenciado.

É importante que os passageiros denunciem a higienização inadequada dos ônibus que operam as linhas metropolitanas nas redes sociais da EMTU, como Twitter e Instagram, além do site http://www.emtu.sp.gov.br. O número do veículo deve ser informado para agilizar a solução do problema.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

William Moreira, em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta