Metrô-DF entrega duas novas estações

Publicado em: 16 de setembro de 2020

Uma foi inaugurada na 106 Sul e outra na 110 Sul, com investimento de R$ 35,8 milhões

WILLIAN MOREIRA

O Metrô do Distrito Federal inaugurou duas novas estações do sistema nesta quarta-feira, 16 de setembro de 2020. Uma foi inaugurada na 106 Sul e outra na 110 Sul, com investimento de R$ 35,8 milhões.

Reivindicação antiga dos passageiros, as estações 106 Sul e 110 Sul foram abertas para atender cerca de seis mil passageiros por dia, segundo estimativa da companhia.

“Mesmo com a pandemia, com todos os esforços concentrados na segurança dos usuários e empregados, mantivemos o sistema com 100% de sua capacidade e demos continuidade às obras”, explica o presidente do Metrô-DF, Handerson Cabral, em nota para a imprensa.

Já o vice governador, Paco Britto, disse que a atual gestão deu continuidade às obras, encerrando uma espera de duas décadas.

“São mais de duas décadas de espera, mas este é um governo de ação e o governador Ibaneis Rocha cumpre o que promete”, enfatizou.

As novas estações têm instalações similares às demais da Asa Sul e compreendem passagens subterrâneas para os Eixos W e L, acessos externos e elevadores, proporcionando acessibilidade. As escadas rolantes serão instaladas em breve.

O investimento total foi de R$ 35,8 milhões para o término das obras e implantação de outros sistemas, dentre eles o de telefonia, transmissão de dados, radiocomunicação, bilhetagem, água e energia, em um tempo de 25 meses.

Os horários de funcionamento os mesmos das demais estações do sistema: de segunda a sábado, de 5h30 às 23h30, e aos domingos e feriados, de 7h às 19h.

SOBRE O METRÔ DF

As linhas do Metrô-DF têm a forma da letra Y. Dos 42,38 quilômetros de extensão, 19,19 quilômetros interligam a Estação Central, localizada próximo à Rodoviária do Plano Piloto de Brasília, à Estação Águas Claras.

Outros 14,31 quilômetros compreendem o ramal que parte da Estação Águas Claras, percorrendo Taguatinga Centro até Ceilândia. Por fim, 8,88 quilômetros abrangem o trecho que liga a Estação Águas Claras, via Taguatinga Sul, até Samambaia.

A linha principal é subterrânea na Asa Sul. As Estações Operacionais da região têm passagens subterrâneas que dão acesso às superquadras 100 e 200, e aos pontos de ônibus dos Eixos W e L Sul, nos dois sentidos. Em seguida, passa pelo Setor Policial Sul, onde se localiza a Estação Asa Sul, também chamada de Terminal Asa Sul, em razão de integração com o Sistema de Transporte Rodoviário.

A linha atravessa a via EPIA, Guará, Setor de Mansões Park Way, até chegar a Águas Claras. Nesse percurso, há trechos de linha em superfície e também em trincheira – área subterrânea sem cobertura. No trecho em superfície, foi construído o novo Terminal Rodoviário Interestadual de Brasília, ao lado da Estação Shopping.

É na Estação Águas Claras que a linha principal divide-se em dois ramais. O ramal com destino a Samambaia passa por Taguatinga Sul, cruzando a via EPCT – Pistão Sul, até chegar ao centro de Samambaia. Esse trecho é percorrido em superfície e possui quatro estações.

O ramal com destino à Ceilândia atende também a população de Taguatinga Centro/Norte. Ao todo, são nove estações em um trecho que se divide em superfície, trincheira e túnel. Ao lado da Estação Centro Metropolitano está localizado o Terminal Rodoviário Interestadual de Taguatinga.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta