Vencedores do 2º Desafio Coletivo de inovação no transporte, da NTU, são definidos nesta sexta (04)

Ao todo, seis projetos concorrem ao premio criado pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos

WILLIAN MOREIRA

Em evento online, a NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos) realiza nesta sexta-feira, 04 de setembro de 2020, a 2º edição do Desafio Coletivo para inovações em mobilidade urbana.

Serão apresentados seis projetos na seleção final (Pitch Day) e submetidos à votação do júri, inclusive com a participação da plateia. Assim, as três propostas mais votadas serão pré-incubadas no programa de inovação.

Participam do prêmio as startups Axis Mobfintech, Mobilicei, Plataforma, Trip Controls, VM9 e X4FARE mostrando soluções inovadoras para o transporte coletivo no país. Estas propostas já estão em estágio inicial de desenvolvimento como protótipo ou MVP (Produto Mínimo Variavel).

Conheça um pouco das startups concorrentes ao desafio:

– A Axis, startup de São Paulo, é uma mobfintech – uma fintech com foco em mobilidade urbana. O projeto que será apresentado aos jurados inova os métodos de pagamento do segmento de transporte público, possibilitando a conversão de soluções baseadas nos cartões de transporte para uma plataforma baseada em contas (ABT, ou Account-Based Ticketing).

– O Mobilicei (de Caruaru/PE) traz um projeto voltado para promover o tema da mobilidade e assuntos correlacionados, com foco na conscientização social, na importância de se ter uma cidade melhor e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida. O projeto não tem fins lucrativos e o objetivo é fomentar o tema, despertando a sociedade para a importância mobilidade no desenvolvimento urbano equilibrado.

– A startup Plataforma, de Fortaleza (CE), apresentará proposta estruturada em três pilares para explorar o potencial de dados que ajudem na solução de problemas da mobilidade urbana e na tomada de decisões: (a) visualização facilitada de dados de mobilidade, munindo um público multidisciplinar de uma poderosa ferramenta analítica; (b) geração de insights úteis para a tomada de decisão, incorporando o estado-da-arte do planejamento e operação de transportes; e (c) simplificar os esforços de análise, democratizando a informação e desburocratizando a tomada de decisão.

– A Trip Controls, startup de Goiânia (GO), aposta em solução para a melhoria da mobilidade através do uso intensivo de recursos de IoT (Internet das Coisas), telemetria e meios de pagamentos (móveis e seguros, com base em blockchain), possibilitando a captura de informações georeferenciadas dos hábitos de deslocamento, permanência e consumo de usuários de transporte e condutores de veículos, para o melhor planejamento do transporte.

– A VM9, de Nova Friburgo (RJ), propõe uma Plataforma de Inteligência Geoestatística potencializada pelo uso de IA, Big Data e Controle Estatístico de Processos (CEP) para uma gestão inteligente e integrada de demandas de Planejamento, Comunicação, Predição e Operação dos Sistemas de Transportes. O projeto está direcionado para órgãos gestores da mobilidade, Centros de Operação e empresas de transporte urbano.

– A X4Fare, também de São Paulo (SP), promove a nova experiência de pagamento da passagem via PIX, sistema de pagamento instantâneo ou qualquer meio (VT, estudante, EMV), com uma clearing financeira que se comunica via nuvem através de IoT embarcado no ônibus, de forma fácil, segura e reduzindo custos.

VOTAÇÃO

A votação será realizada online em 04 de setembro, sexta-feira, a partir das 16h30, com cinco jurados do Coletivo e o público que estiver acompanhando pelo canal da NTU no YouTube, assistindo às apresentações dos projetos. Cada startup terá cinco minutos para expor suas ideias. A plateia será o sexto jurado, já que pode votar online por formulário e contará como um voto.

O juri é formado por Marcelo Bruto – Secretário de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco; Luiz Carlos Branco, superintendente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP); Cristina Albuquerque, da WRI BRASIL; Edmundo Pinheiro, presidente do Conselho de Inovação da NTU; e Richele Cabral, diretora de mobilidade urbana da Fetranspor – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro.

COLETIVO

O programa de inovação surgiu para incentivas a evolução do transporte público coletivo, com vistas à mobilidade sustentável nas cidades, o desenvolvimento das pessoas e da qualidade de vida, promovendo um ecossistema de inovação entre os principais públicos ligados à mobilidade urbana e, assim, desenvolver soluções inovadoras para o setor.

Programação do Pitch Day: 

HORÁRIO ATIVIDADE DESCRIÇÃO PARTICIPANTES
16:30 Sessão de Abertura Sobre o COLETIVO

Sobre o 2º Desafio do COLETIVO

Explicando o Pitch Day

Maria Luiza Machado, coordenadora do COLETIVO
16:40 Mesa de jurados Apresentando os jurados do Pitch Day Edmundo Pinheiro – Presidente do Conselho de Inovação da NTU

Richele Cabral – Diretora da FETRANSPOR

Marcelo Bruto – Secretário de Desenvolvimento do Pernambuco

Cristina Albuquerque – WRI BRASIL

Luiz Carlos Branco – ANTP

16:45 PITCH 1 AXIS MOBFINTECH Milton Silva

Eduardo Haas

16:55 PITCH 2 MOBILICEI Ricardo Henrique
17:05 PITCH 3 PLATAFORMA Francisco Macedo

Matheus Fontenelle

17:15 PITCH 4 TRIP CONTROLS Ricardo Vaz da Silva
17:25 PITCH 5 VM9 Marcos Marinho Marconi
Patrícia Araujo de Abreu
17:35 PITCH 6 X4FARE Rafael Volpato

Edson Kuwabara

17:45 SELO DO COLETIVO Pitch das startups certificadas pelo COLETIVO, no I Desafio do COLETIVO GRUPO AREJA

ON.I_BUS

18:00 RESULTADO E ENCERRAMENTO Divulgação do resultado final Agradecimentos e encerramento da sessão Maria Luiza Machado, coordenadora do COLETIVO

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta