Prefeitura de Espírito Santo do Pinhal abre chamamento público para transporte coletivo em caráter emergencial

Publicado em: 13 de agosto de 2020

Ônibus da Viação Guaxupé (TUGA), atual operadora do transporte na cidade. Foto: Osni Aparecido Martins

Licitação foi deserta em duas ocasiões, e município alega impossibilidade da conclusão do novo processo licitatório em tempo hábil

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Espírito Santo do Pinhal, no interior de São Paulo, abriu processo de chamamento público para compor processo de contratação emergencial de transporte coletivo, pelo prazo de até 180 dias, em caráter urgentíssimo.

A publicação está na edição do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 13 de agosto de 2020.

A prefeitura justifica a contratação por dois motivos. Em primeiro lugar porque a Licitação, por duas vezes, foi deserta. E depois porque não há possibilidade de concluir novo processo licitatório em tempo hábil.

Como mostrou o Diário do Transporte, Espírito Santo do Pinhal, cidade do interior paulista com 45 mil habitantes, abriu licitação para o transporte coletivo municipal em fevereiro deste ano. Em duas oportunidades o certame não recebeu inscrição de empresas interessadas. Relembre: Aberta licitação do transporte coletivo em Espírito Santo do Pinhal

A Tarifa de Remuneração Vigente é de R$ 3,50, devendo ser a tarifa máxima durante a vigência do contrato emergencial.

De acordo com a publicação, a prefeitura informa que o Sistema de transporte coletivo atual é composto de 05 linhas, sendo: Linha 1 – 17 km de extensão Linha 3 – 16,5 km de extensão Linha 4 – 16 km de extensão Linha 5 – 15 km de extensão Linha 6 – 16 km de extensão.

A média de passageiros equivalentes mensais, considerando o período de 01/2019 a 06/2020, é de 32.477 passageiros.

No Aviso publicado hoje, a prefeitura solicita que a sua Empresa manifeste o possível interesse em executar o Contrato Emergencial proposto, informando qual seria a idade média dos ônibus disponibilizados.

“Não serão aceitos veículos com idade superior a 10 anos”, diz o informe, explicando ainda que o critério de escolha será a menor tarifa de remuneração.

As propostas deverão ser enviadas até 14 de outubro de 2020, pelo e-mail compras@pinhal.sp.gov.br.



Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Carina diaa disse:

    Linha 6 não roda mais e ja faz mais de 3 meses que a linha 6 que faz vila roseli,vila palmeiras,centro de saude,centro da cidade ,jardim cruzeiro,vila são pedro ,carvalho pinto ,largo são joão a tuga ta uma vergonha ônibus pra são joão da boa vista não tem mais .

Deixe uma resposta