SPTrans vai realizar licitação do que falta do corredor de ônibus Leste-Itaquera

Publicado em: 4 de agosto de 2020

Corredor de ônibus da avenida Líder, na zona leste, está com as obras concluídas. O trecho de 1,8 km integra o Corredor Leste Itaquera. Foto: Prefeitura de SP

Autorização foi dada por meio de decreto do prefeito Bruno Covas. Obra completa era prometida para 2014

ADAMO BAZANI

A SPTrans foi designada pelo prefeito  de São Paulo, Bruno Covas, para realizar a licitação das obras que restam a fazer no Corredor de Ônibus Leste-Itaquera.

O decreto com a determinação foi publicado oficialmente nesta terça-feira, 04 de agosto de 2020.

Com 14 km de extensão, a obra é promessa antiga, apresentada em 2012 com conclusão prevista em 2014, mas apenas trechos foram entregues de forma gradativa (veja histórico abaixo).

De acordo com a publicação oficial, a designação para a Secretaria Municipal de Transportes também compreende os projetos dos trechos remanescentes.

“Fica delegada à Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes competência exclusiva para, diretamente ou por meio da São Paulo Transporte S/A – SPTrans, promover procedimentos licitatórios e realizar as contratações necessárias para a execução de obras complementares, serviços e projetos executivos voltados à implantação do Corredor de Ônibus Leste – Itaquera.”

Como havia mostrado o Diário do Transporte, o projeto de conclusão era da SPObras, que chegou a lançar uma consulta pública.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/04/18/prefeitura-de-sao-paulo-abre-consulta-publica-para-obras-do-corredor-de-onibus-leste-itaquera/

HISTÓRICO:

Como mostrou o Diário do Transporte, a São Paulo Obras – SPObras, vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Obras da prefeitura de São Paulo, decidiu romper unilateralmente o contrato para execução das obras do Empreendimento 4 – Corredor Leste – Itaquera, integrante do Programa de Mobilidade Urbana. A decisão foi publicada no Diário Oficial de  09 de janeiro de 2020.

O contrato foi assinado em 2013 com o Consórcio SP-CORREDORES, constituído pelas empresas Carioca Christiani Nielsen Engenharia e Heleno & Fonseca Construtécnica S/A.

A prefeitura de São Paulo alegou descumprimento de itens de contrato por parte do consórcio e do cronograma de obras.

Com extensão de 14 km, o corredor compreende o trecho da Avenida Itaquera, partindo do Terminal Carrão, continuando pela Avenida Líder e voltando para a Avenida Itaquera até a Estação de Transferência da Jacu Pêssego.

O Contrato de número 045/2013 previa que o corredor faria integração com os Terminais de Ônibus da Vila Carrão e o Terminal Estação Itaquera (Linha 3 Metrô / Linha 11 CPTM).

O contrato previa ainda a construção de dois Viadutos, dentre eles um na Avenida Aricanduva sobre Avenida Itaquera.

O valor total do termo assinado foi de R$ R$ 150.406.618,68.

O corredor Leste Itaquera está no plano de implantação de 72 km de corredores apresentado pela prefeitura, com previsão de conclusão até 2020.

Apresentado em 2012, o corredor deveria ter sido concluído, de acordo com a primeira promessa da prefeitura, em 2014.

Em 2016, foi entregue o trecho de 1,8 quilômetro de extensão na Avenida Líder, entre a rua Diogo de Souza e a avenida Itaquera, no sentido centro, e entre a rua Manuel Cardoso e a praça Dr. Francisco Munhoz Filho, no sentido bairro.

Em 2016 a prefeitura publicou em seu site que as obras do corredor Leste Itaquera iriam melhorar o acesso ao Polo Institucional de Itaquera, estabelecendo a conexão com os terminais Vila Carrão e Itaquera e com a estação Itaquera (linha 3 vermelha do Metrô e linha 11 CPTM). O projeto prevê ainda a implantação de viadutos no cruzamento da avenida Itaquera com avenida Aricanduva, para obter maior fluidez neste trecho.

Segundo a prefeitura de São Paulo, a obra recebe investimentos de R$ 75 milhões da Prefeitura de São Paulo e de R$ 150 milhões do governo federal.

Conforme o site da SPObras, o Contrato do Corredor recebeu 6 aditamentos:

Em 09 de janeiro de 2020, a São Paulo Obras (SPObras), vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Obras da prefeitura de São Paulo, decidiu romper unilateralmente o contrato para execução das obras do Empreendimento 4 – Corredor Leste – Itaquera, integrante do Programa de Mobilidade Urbana.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/01/09/prefeitura-de-sp-rescinde-contrato-de-obras-do-corredor-leste-itaquera/

Entre 18 e 24 abril de 2020, SPObras, da prefeitura de São Paulo, lançou procedimento de consulta pública para posteriormente publicar o edital da licitação das obras que restam a fazer no Corredor de Ônibus Leste-Itaquera.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/04/18/prefeitura-de-sao-paulo-abre-consulta-publica-para-obras-do-corredor-de-onibus-leste-itaquera/

Em 04 de agosto de 2020, a SPTrans foi designada pelo prefeito  de São Paulo, Bruno Covas, para realizar a licitação das obras que restam a fazer no Corredor de Ônibus Leste-Itaquera.

O decreto com a determinação foi publicado em Diário Oficial.

De acordo com a publicação oficial, a designação para a Secretaria Municipal de Transportes também compreende os projetos dos trechos remanescentes.

“Fica delegada à Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes competência exclusiva para, diretamente ou por meio da São Paulo Transporte S/A – SPTrans, promover procedimentos licitatórios e realizar as contratações necessárias para a execução de obras complementares, serviços e projetos executivos voltados à implantação do Corredor de Ônibus Leste – Itaquera.”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. RodrigoZika disse:

    Esse corredor e uma piada com foi feito.

Deixe uma resposta