21 estações do Metrô de São Paulo contam com cabines de higienização de passageiros

Publicado em: 17 de julho de 2020

Passageiros na estação Paraíso do Metrô utilizando a cabine. Foto: Divulgação Metrô de São Paulo

A instalação destes dispositivos é gradual e auxilia no combate ao coronavírus dentro do transporte

WILLIAN MOREIRA

O Metrô de São Paulo alcançou nesta sexta-feira, 17 de julho de 2020, a marca de vinte e uma estações do sistema que contam com cabines de higienização gratuita dos passageiros.

São 28 cabines espalhadas em estações da Linha 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata, com outras paradas recebendo o dispositivo em breve.

Cada um destes “túneis” possui 3 metros de comprimento com um sensor que ativa borrifadores com clorexidina ao identificar a presença de uma pessoa. A solução hidroalcoólica higienizante é eficaz contra bactérias, fungos e vírus em apenas 4 segundos de pulverização.

Atualmente contam com o equipamento as estações Paraíso, Ana Rosa, Chácara Klabin, Alto do Ipiranga, Sacomã, Tamanduateí, Vila Prudente, Corinthians-Itaquera, Sé, Vila Madalena, Clínicas, Consolação, Bresser-Móoca, Belém, Brás, Pedro II, República, Santa Cecília, Anhangabaú, Patriarca e Marechal Deodoro.

As próximas estações a receber cabines, mas ainda sem data definida, são Palmeiras-Barra Funda, Vila Matilde, Carrão, Guilhermina-Esperança e Artur Alvim, todas na Linha 3-Vermelha, a mais movimentada do Metrô.

A CPTM também conta com este equipamento nas estações Tatuapé da Linha 11-Coral e 12-Safira e em Vila Olímpia na Linha 9-Esmeralda.

Em sua conta no Twitter, o Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, citou que a estimativa da pasta do governo é de instalar 50 equipamentos higienizantes somando Metrô e CPTM, todas elas sem custo ao Estado, já que são montadas e gerenciadas pela empresa Neobrax.

TWITTER BALDY PRINT



Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta