ANTT faz apreensão de vans de transporte clandestino em Taquatinga (DF)

Publicado em: 16 de julho de 2020

Van apreendida durante Operação Pascal da ANTT. Foto: ANTT

Um dos veículos tentou fugir da fiscalização e acabou por colidir com automóvel de passeio

ALEXANDRE PELEGI

O Grupo Tático de Pronto Emprego da Agência Nacional de Transporte Terrestres (GTPE/ANTT) continua a Operação Pascal, de combate ao transporte clandestino de passageiros no DF e entorno.

Nesta quarta, 15 de julho de 2020, a Agência relata que interceptou duas vans em Taguatinga.

Um dos veículos estava sem extintor de incêndio, com pneus carecas, sem cintos de segurança e com para-brisas danificados.

Na mesma operação, outra van tentou escapar da fiscalização em alta velocidade. Desobedecendo a sinalização, acabou abalroando outro veículo no centro de Taguatinga/DF.

A motorista do veículo atingido precisou ser socorrida, e os fiscais da ANTT prestaram os primeiros atendimentos e acionaram os bombeiros.

O motorista infrator foi conduzido até a 12ª Delegacia de Polícia Cívil.

As duas vans estavam sendo monitoradas pela ANTT por meio do Canal  Verde Brasil, rede nacional inteligente de percepção, acompanhamento e mapeamento de fluxos de transportes nos corredores logísticos para a produção de dados.

São pórticos que leem as placas dos veículos na rodovia e dão sua localização em tempo real para a ANTT. Esse é mais um instrumento utilizado no planejamento ao combate ao transporte irregular.



Com a etapa desta quarta-feira, a Operação Pascal já apreendeu cerca 480 veículos somente esse ano em todo o país.

A ANTT alerta os passageiros para os perigos desse tipo de transporte, especialmente durante a pandemia do coronavírus, pois esses veículos não cumprem os protocolos sanitários de biossegurança executados pelas empresas regulares.

Além disso, o péssimo estado de manutenção e conservação desses veículos aumenta em quatro vezes a letalidade dos acidentes desse tipo transporte.

A população pode denunciar o transportador clandestino entrando em contado através do telefone 166, do e-mail ouvidoria@antt.gov.br ou WhatsApp (61) 9688-4306.

Veja vídeos da Operação desta quarta-feira, enviados ao Diário do Transporte pela equipe de fiscalização da ANTT:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Edson disse:

    As empresas que se dizem credenciadas a executar o serviço também não cumprem diversas exigências e prestam um serviço de péssima qualidade.
    Pau que dá em Chico tem que dar em Francisco.

Deixe uma resposta