Greve de ônibus em Natal: prefeitura autoriza atuação permissionários do transporte opcional no mesmo itinerário das linhas

Publicado em: 23 de junho de 2020

Veículos da Rede Complementar poderão operar nos itinerários enquanto perdurar a greve. Foto: Lucas Ewerton

Secretaria de Transporte permitiu ainda a circulação como apoio dos veículos de transporte escolar, táxis e de empresas de turismo

ALEXANDRE PELEGI

A greve dos rodoviários de Natal, no Rio Grande do Norte, entra hoje, 23 de junho de 2020, em seu segundo dia.

Para evitar transtornos maiores à população durante o movimento paredista, a prefeitura autorizou a operação dos permissionários do transporte opcional no mesmo itinerário das linhas de ônibus.

Em Portaria que será publicada no Diário Oficial do Município, a prefeitura permite ainda a atuação dos veículos do serviço de transporte escolar, táxis, de transporte da Região Metropolitana e de turismo registrados pelo Departamento de Estradas de Rodagens (DER).

Como mostrou o Diário do Transporte, o Sintro – Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores Rodoviários do Rio Grande do Norte, afirma que a paralisação se deve a atrasos nos pagamentos de benefícios, como tíquete refeição e plano de saúde. A categoria protesta também pela manutenção dos postos de trabalhos dos cobradores. Relembre: Greve de ônibus afeta Natal nesta segunda-feira (22)

Ainda de acordo com o Sintro, o transporte da capital potiguar funciona com 43% da frota, índice mínimo estipulado pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU).

Os veículos que saem da garagem estão com cobrador, para evitar que o motorista exerça a dupla função.

O Sindicato dos Rodoviários adiou a greve marcada para a sexta-feira, 19, para esta segunda-feira, dia 22.

Na manhã de sexta, dirigentes do Sindicato estiveram em todas as Garagens de Ônibus de Natal e anunciaram que a saída dos ônibus urbanos só ocorreria depois das 7hs da manhã, o que de fato aconteceu.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta