Gravataí (RS) proíbe pessoas em pé no transporte coletivo

Foto: Paloma Vargas/Prefeitura de Gravataí/Divulgação

Fiscais vão acompanhar linhas do município para fazer cumprir a nova regra

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Gravataí, no Rio Grande do Sul, determinou que a partir desta terça-feira, 23 de junho de 2020, os ônibus do transporte coletivo municipal, conhecido como “branquinhos”, devem circular apenas com a capacidade máxima de passageiros sentados, sendo proibido acima deste limite.

De acordo com a administração da cidade, a medida busca preservar a saúde dos passageiros, aliada a outras ações como maior higienização dos veículos.

Durante os horários do pico da manhã e da tarde, agentes identificados com coletes verdes vão fiscalizar os atuais 55 ônibus que operam, compondo frota atual de 70%, atendendo 5 mil passageiros por dia, 36% da média em dias normais de antes da pandemia.

De acordo com a Prefeitura, estes fiscais devem assegurar que o limite definido não seja excedido na nova medida que ainda sim permite que passageiros possam viajar em pé, desde que este tenha um lugar para viajar sentado.

Por exemplo, se o ônibus possui 46 assentos, ele pode transportar 46 passageiros, e destes o que desejar viajar em pé pode, já que tem um lugar para ele garantido. Isto não dá permissão ao motorista para embarcar mais pessoas.

CONTROLE

Segundo o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Adão Castro em nota divulgada para a imprensa, os agentes vão fotografar e preencher planilhas durante seu trabalho, e isto vai dar os números necessários a Prefeitura para realizar ajustes nas linhas se for preciso.

“Este controle vai nos trazer quantas pessoas circularam naquela linha, quantas paradas o motorista não pode parar por estar com a lotação completa, ou o contrário, que aquele ônibus, seguidamente anda com menos de 10 passageiros.”

Os ônibus intermunicipais, os “azuis” fiscalizados pela Metroplan, agência do Governo do Estado, não integram essa regra da cidade de Gravataí.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta