Ônibus de Belo Horizonte operam com novas regras de prevenção à Covid-19

Publicado em: 26 de maio de 2020

Ônibus do transporte municipal de BH. Foto: Divulgação.

Veículos terão limite de pessoas em pé

JESSICA MARQUES

Os ônibus de Belo Horizonte, em Minas Gerais, estão operando com novas regras de prevenção à Covid-19 nesta semana. As mudanças foram instituídas por meio do Decreto 17.362/2020, por conta da reabertura do comércio nesta segunda-feira, 25 de maio de 2020.

Umas das regras estabelecidas pelo Comitê de Enfrentamento à Epidemia de Covid-19, é o horário diferenciado para as atividades que serão reabertas. O objetivo é reduzir a aglomeração de usuários do transporte coletivo em horários de pico.

Além disso, as empresas de ônibus terão que seguir algumas regras e orientar os passageiros a tomar diversas medidas preventivas.

Confira as determinações da Prefeitura de Belo Horizonte, na íntegra:

O número de passageiros de cada viagem deverá ser reduzido. Serão permitidas viagens com passageiros em pé, mas com um limite máximo de 20 para o ônibus articulado, 10 para o ônibus convencional e 5 para o miniônibus. Os veículos deverão ser sinalizados com os locais de posicionamento dos passageiros em pé.

Durante a fase de flexibilização, o horário da operação do transporte coletivo será entre 4h e 24h nos dias úteis e sábados, e entre 5 e 24h aos domingos e feriados. Os quadros de horários deverão ser encaminhados à BHTrans e publicados no Portal da PBH.

As concessionárias dos serviços de transporte coletivo deverão disponibilizar recipientes com álcool em gel em todos os ônibus para os usuários e para os operadores. E também intensificar a higienização nos veículos e equipamentos das estações.

A BHTrans vai promover ações intensivas de informação e comunicação, com cartazes e avisos sonoros,  sobre as medidas de proteção individual a serem adotadas pelos usuários. As estações de integração e transferência terão os espaços demarcados para garantir o distanciamento entre os usuários nas filas. A limpeza e higienização de elevadores, escadas rolante e corrimãos das estações serão intensificadas.

Os usuários do transporte coletivo também deverão adotar algumas medidas preventivas, como evitar conversar durante as viagens, usar a máscara sobre o nariz e boca nos ônibus e nas estações e priorizar o pagamento com o cartão BHBUS. Idosos e pessoas em grupos de risco devem evitar o uso do transporte nos horários de pico.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta