Autistas não vão precisar usar máscara nos ônibus de Guarulhos

Publicado em: 14 de maio de 2020

Os demais passageiros, de quaisquer idades, seguem obrigados a utilizar o item de proteção nos coletivos. Foto: Divulgação.

Alteração do decreto está prevista para ser publicada nesta sexta-feira

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, informou por meio de nota que autistas não vão precisar usar máscara nos ônibus da cidade.

De acordo com a Prefeitura, a medida, que passará a vigorar a partir da publicação do decreto, visa a atender aos pedidos de muitos pais que estavam tendo dificuldades em levar os filhos para o tratamento clínico, pois eles se mostravam resistentes com relação ao uso das máscaras.

A alteração do decreto municipal 36.811/20, que dispõe sobre a obrigatoriedade do uso do equipamento dentro do transporte público, deverá ser publicada na edição do Diário Oficial da próxima sexta-feira, 15 de maio de 2020.

O prefeito Guti explicou, em nota, que os pais deverão portar a carteira ou laudo médico que comprove que a criança tem autismo. “Entendemos que muitos estão tendo dificuldades em enfrentar esse tipo de problema e, por esse motivo, resolvemos optar pela flexibilização”, afirmou.

Confira o decreto, na íntegra:

decreto

O uso obrigatório de máscaras nos ônibus da cidade é uma medida adotada para evitar a proliferação do novo coronavírus. Os demais passageiros, de quaisquer idades, seguem obrigados a utilizar o item de proteção nos coletivos.

Leia mais: Passageiro sem máscara não pode entrar em ônibus de Guarulhos e Prefeitura garante adesão total à regra

A Prefeitura também prorrogou até 29 de maio de 2020 as determinações de quarentena na cidade, incluindo a suspensão das atividades dos comércios não essenciais.

Relembre: Guarulhos prorroga determinações de quarentena até 29 de maio, sem incluir novas categorias a serviços essenciais

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Algumas colocações:
    1. Adultos autistas também existem (eu sou um). Portanto, autistas adultos poderão não usar máscara, ou serão forçados a usar mesmo se tiverem hipersensibilidade tátil a máscaras? Em outras palavras, a lei está excluindo autistas adolescentes e adultos?
    2. Favor corrigir o parágrafo “O autismo é um distúrbio que afeta a comunicação e a capacidade de aprendizado e adaptação da criança.”, já que também existem adolescentes e adultos autistas e o autismo é uma condição (“distúrbio” não é um termo muito respeitoso de se referir ao autismo) que também torna a nossa percepção sensorial, a nossa capacidade de socializar, alguns comportamentos nossos (ex.: apego a rotinas) etc. diferentes dos não autistas, não apenas comunicação, aprendizado e adaptação.

  2. Andrei Orda disse:

    O autismo desenvolve anticorpos ao Covid-19? Se não, não há o menor motivo para ir contra determinação estadual e da OMS, que suspeito saber do que está falando quando pede que TODOS usem máscara. Agora não é hora de tratamento especial, é hora de salvar vidas; o incômodo de um salva a vida de outro.

Deixe uma resposta