Portaria sobre máscara em ônibus orienta motoristas a chamarem PM e GCM em caso de recusa de passageiros

Publicado em: 6 de maio de 2020

Passageiro com máscara e ônibus com adesivo alertando sobre a necessidade do uso.

Nesta segunda-feira, veículo foi depredado em Carapicuíba

ADAMO BAZANI

Motoristas de ônibus da capital paulista que tiverem problemas ao barrar a entrada de passageiros com máscaras, o que é obrigatório desde segunda-feira, 04 de maio de 2020, devem chamar a Polícia Militar ou a GCM – Guarda Civil Metropolitana.

A orientação está na portaria 090 da SMT – Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, publicada no Diário Oficial.

Motoristas de ônibus ouvidos pelo Diário do Transporte afirmaram que a grande maioria dos passageiros está contribuindo e já vem para o veículo com a máscara, mas que houve alguns problemas, a maior parte que não passou de bate boca, principalmente no primeiro dia.

Na segunda-feira, como mostrou o Diário do Transporte, um ônibus foi depredado em Carapicuíba, na Grande São Paulo, por um passageiro que foi advertido pelo motorista por não estar usando máscara. A linha do ônibus operada pela empresa ETT Carapicuíba é intermunicipal gerenciada pela EMTU.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/05/04/onibus-da-ett-carapicuiba-emtu-e-depredado-por-passageiro-que-se-recusou-a-usar-mascara/

As empresas de ônibus da capital paulista que forem flagradas transportando um ou mais passageiros sem máscara vão ser multadas em R$ 3,3 mil por veículo e por dia. A fiscalização é feita por agentes da São Paulo Transporte S/A – SPTrans.

As empresas de ônibus são obrigadas a fornecer as máscaras para os funcionários.

Já a multa para motoristas de carros de aplicativo e taxistas que estiverem sem máscara ou transportarem passageiros sem o equipamento de proteção individual podem ser multados em R$ 150 por dia e por veículo. A fiscalização é de responsabilidade dos agentes do Departamento de Transportes Públicos.

De acordo com autoridades de Saúde, a máscara ajuda a minimizar a possibilidade de contágio pelo novo coronavírus por ser uma barreira mecânica contra as gotículas que saem da fala, tosse e espirro, apontadas como principal forma de contaminação.

A partir de quinta-feira, 07 de maio de 2020, por decreto do governador João Doria, será obrigado o uso de máscara em todo ambiente de frequência comum em qualquer cidade de São Paulo e não somente no transporte público como é desde 04 de maio.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/05/04/a-partir-de-07-de-maio-todos-devem-usar-mascara-em-qualquer-lugar-no-estado-de-sao-paulo/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. ELISETE NUNES DA SILVA disse:

    Sou cobradora de ônibus linha 8400-10. Estou tendo dificuldade com passageiros que se recusam a cobrir o nariz com a máscara. O que fazer? Devo chamar a polícia? Ou é de competência da SPTrans?

    1. diariodotransporte disse:

      Pode chamar a PM. É um descumprimento de lei estadual por parte do usuário

Deixe uma resposta