ANTT atende a pedido de supressão de seis linhas da Real Expresso

Publicado em: 4 de maio de 2020

Real Expresso Ltda, do Grupo Guanabara, foi autorizada a implantar a linha Brasília (DF) – Florianópolis (SC), via Ribeirão Preto (SP). Foto: Julio Medeiros

Agência corrigiu erro em Portaria que comunicou implantação de linha para a Consórcio Federal de Transportes

ALEXANDE PELEGI

A Superintendência de Serviços de Transportes de Passageiros da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT publicou 06 Portarias no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 04 de maio de 2020, atendendo a pedidos da Real Expresso Limitada, empresa do Grupo Guanabara, de Jacob Barata, para a supressão das seguintes linhas:

Catalão (GO) – São Paulo (SP), prefixo 12-0364-60;

Brasília (DF) – Araguari (MG), prefixo nº 12-0181-00;

Anápolis (GO) – Rio de Janeiro (RJ), prefixo nº 12-0191-00 e suas seções;

Brasília (DF) – Marília (SP), prefixo nº 12-0398-60 e suas seções;

Goiânia (GO) – Belo Horizonte (MG), prefixo 12-0202-00; e

Brasília (DF) – Uberaba (MG), prefixo 12-0180-00.

supre_real


A Superintendência de Serviços de Transportes de Passageiros da Agência tem autorizado vários pedidos de supressão de linhas. A própria Real Expresso, na última segunda-feira, 27, e quarta, 29 de abril, foi autorizada a retirar três linhas: Brasília (DF) – Uberlândia (MG), prefixo 12-0201-00; Araguari (MG) – São Paulo (SP), prefixo 06-0344-00; e a linha Brasília (DF) – Campos Belos (GO), prefixo 12-0189-00 Relembre: Real Expresso e Catedral Turismo são atendidas em pedidos de supressão de linhasANTT autoriza supressão de linhas solicitadas pelas empresas Emtram e Real Expresso

 


CORREÇÃO

A ANTT corrigiu também, por meio da Portaria nº 156, publicação realizada em 06 de abril de 2020. Em lugar de conceder a implantação da linha Brasília (DF) – Luís Eduardo Magalhães (BA), com veículo executivo e suas seções, para a Rápido Federal Viação Limitada, o correto é a concessão para a Consórcio Federal de Transportes.

Leia a Portaria anterior, e na sequência a Portaria publicada hoje:

rapidoFED


rapido_consorcio


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta