Coronavírus: Mercedes-Benz estende férias coletivas até 02 de maio

Publicado em: 3 de abril de 2020

Mercedes-Benz informou que vai iniciar um processo de negociação com os sindicatos sobre os trabalhadores. Foto: Jessica Marques.

Retorno das atividades será avaliado de acordo com a situação do país

JESSICA MARQUES

A Mercedes-Benz informou por meio de nota que decidiu estender o período de férias coletivas em todas as unidades do Brasil. A decisão foi tomada como medida de prevenção ao novo coronavírus.

Desta forma, todos os funcionários da produção e administrativos, que já estavam em casa desde 23 de março, vão permanecer em férias coletivas até 02 de maio. Ainda de acordo com a fabricante, o retorno das atividades previsto para 04 de maio vai depender da situação do país.

Além disso, a Mercedes-Benz informou que vai iniciar um processo de negociação com os sindicatos. As reuniões, segundo a fabricante, terão o objetivo de definir alternativas de gestão de mão de obra para ajustar atuais custos e volumes de produção à atual realidade.

“O atual cenário traz grandes preocupações com nossos colaboradores e também, como não poderia deixar de ser, com a saúde financeira da empresa”, informou a Mercedes-Benz, em nota. O comunicado, portanto, não descarta demissões.

Outras fabricantes de ônibus, tanto de chassis como de carrocerias, também anunciaram paralisações, como mostrou o Diário do Transporte:

– Marcopolo (23 de março a 03 de abril)

– Busscar (23 de março a 29 de março, com possibilidade de prorrogação)

– Comil (25 de março a 04 de abril)

– Caio (24 de março a 31 de março – em abril, retomou a produção com metade da jornada e dos salários)

– Mercedes-Benz (30 de março a 19 de abril)

– Volkswagen Caminhões e Ônibus (30 de março a 20 de abril)

– Volvo (30 de março a 30 de abril)

– Scania (30 de março a 13 de abril)

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta