Coronavírus: Em assembleia, trabalhadores da Caio aprovam redução de jornada e salário

Desta forma, as atividades da Caio serão retomadas no dia 03 de abril de 2020, com uma equipe menor. Foto: Divulgação.

Votação foi realizada nesta quarta-feira, 1º de abril

JESSICA MARQUES

Os funcionários da fabricante de carrocerias de ônibus Caio Induscar, de Botucatu, no interior de São Paulo, aprovaram em assembleia um acordo que prevê redução de jornada de trabalho e salário.

A votação foi realizada nesta quarta-feira, 1º de abril de 2020. A medida é tomada em decorrência das medidas de isolamento necessárias por conta da pandemia de coronavírus.

Conforme explicado pelo diretor industrial da fabricante de carrocerias de ônibus, Maurício Lourenço da Cunha, a proposta é de que os funcionários se dividam em dois grupos e cada um trabalhe metade dos dias úteis do mês, para evitar aglomerações.

“Em um mês com 20 dias úteis, cada grupo trabalhará 10 dias. A remuneração será 100% dos dias trabalhados e 60% dos dias não trabalhados, totalizando ao final do mês um salário de aproximadamente 80% do valor mensal”, explicou Cunha.

Relembre: Coronavírus: Caio propõe jornada de trabalho intercalada aos funcionários

Desta forma, as atividades da Caio serão retomadas no dia 03 de abril de 2020, com uma equipe menor. A primeira metade dos funcionários vai voltar ao trabalho a partir do dia 06, próxima segunda-feira.

Confira a nota da Caio sobre a mudança, na íntegra, e os resultados da votação:

Nota - Grupo Caio Induscar - 01 de abril de 2020-1

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta