Mesmo com apelo do Governo do Estado, prefeitos do ABC mantêm paralisação total dos ônibus municipais a partir de 29 de março

Publicado em: 19 de março de 2020

Ônibus de Mauá, uma das cidades atingidas

Governador João Doria chegou a classificar a medida como precipitada. Nova reunião para discutir o assunto foi prevista para o dia 25 de março

ADAMO BAZANI

Os prefeitos da região do ABC Paulista decidiram manter a decisão de paralisar todos os ônibus municipais das sete cidades a partir de 29 de março de 2020, mesmo com o apelo contrário do Governo do Estado.

A redução da frota será gradativa até 28 de março.

Os chefes de executivos do ABC participaram, nesta quinta-feira 19 de março de 2020, de videoconferência com o vice-governador e presidente da comissão de monitoramento dos impactos econômicos do coronavírus em São Paulo, Rodrigo Garcia, secretários estaduais, como o dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e prefeitos der outas cidades da Região Metropolitana.

Segundo nota do Consórcio Intermunicipal do ABC, os prefeitos mantiveram a decisão de suspender de maneira temporária a operação das linhas de ônibus municipais, nas sete cidades da região.

Ainda de acordo com nota da entidade, para a próxima quarta-feira, 25 de março de 2020, foi agendada nova videoconferência entre representantes do Governo do Estado e os prefeitos do Grande ABC para avaliar a evolução da pandemia do novo coronavírus na região.

“Os prefeitos do Grande ABC reforçam que a decisão tem como objetivo minimizar danos à população e preservar vidas na região.” – diz parte da nota.

No início da tarde desta quinta-feira, 19 de março de 2020, o governador de São Paulo, João Doria, criticou duramente a decisão dos prefeitos do ABC, classificando-a como “precipitada”.

Segundo Doria, a medida vai penalizar quem não tem como evitar os deslocamentos.

Ouça:

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/03/19/doria-quer-reverter-decisao-de-prefeitos-do-abc-de-suspender-todos-os-onibus-municipais-a-partir-de-29-de-marco/

TRANSPORTES NO ABC:

Juntas, as sete cidades do ABC (Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra) têm 2,8 milhões de moradores, dos quais 1,1 milhão usa os transportes públicos. São em torno de 1,3 mil ônibus municipais. As cidades com maior frota são São Bernardo do Campo, com 424 ônibus e Santo André, com 404 ônibus.

AS EMPRESAS DE ÔNIBUS MUNICIPAIS SÃO:

Santo André: Suzantur, Viação Guaianazes, Viação Curuçá, TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações, ETURSA – Empresa de Transporte Urbano Rodoviário de Santo André, EUSA  – Empresa Urbana Santo André, Viação Vaz.

São Bernardo do Campo: SBC Trans

São Caetano do Sul: Vipe- Viação Padre Eustáquio

Diadema: MobiBrasil Diadema, Benfica

Mauá: Suzantur

Ribeirão Pires: RIGRAS

Rio Grande da Serra: Viação Talismã

TRANSPORTES TRONCAIS:

Corredor Metropolitano ABD (São Mateus/Jabaquara e Diadema/Brooklin): Metra

Linha 10 – Turquesa: CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

EMPRESAS DE ÔNIBUS DO SISTEMA EMTU:

Viação ABC, EAOSA, Expresso SBC, Imigrantes, Mobibrasil, Parque das Nações, Publix, Riacho Grande, Ribeirão Pires, Rigras, São Camilo, Trans-Bus, Triângulo, Tucuruvi, Urbana e Vipe.

DETALHES

As prefeituras do ABC Paulista divulgaram ao Diário do Transporte os detalhes sobre a redução gradativa de frota de ônibus até que haja a suspensão total no dia 29 de março de 2020.

Em alguns municípios, a redução começa nesta quarta-feira, 18 de março de 2020. Entretanto, algumas prefeituras terão esquema diferente.

Leia mais: Prefeituras do ABC Paulista divulgam detalhes sobre redução gradativa de frota de ônibus até suspensão total no dia 29

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo disse:

    Improbidade administrativa podendo levar os 7 mosqueteiros salvadores do Brasil fom essa medida tosca a perder mandato,com a palavra ministerio piblico

Deixe uma resposta