Governo do Maranhão barra transporte interestadual de ônibus

Publicado em: 19 de março de 2020

Ônibus da Expresso Guanabara, que faz viagens interestaduais com origem e destino a cidades do Maranhão. Foto: Mateus Roberto Silva Rego

Decisão do governador Flávio Dino foi anunciada hoje, e passa a valer a partir de sábado, 21

ALEXANDRE PELEGI

O governador do estado do Maranhão, Flávio Dino, anunciou na tarde desta quinta-feira, 19 de março de 2020, que irá suspender, a partir de sábado, o transporte interestadual de passageiros via ônibus e similares.

A medida, segundo o governador, está sendo tomada “em vista ampliação de casos em outros Estados, e reforçando medidas de proteção”, conforme publicou em seu twitter.

O Maranhão ainda não tem nenhum caso confirmado da doença.

A princípio, segundo Flávio Dino explicou ao portal Broadcast Político, os aeroportos estão sujeitos à decisão federal. Ele afirmou isso porque tenta, ainda sem sucesso, monitorar a entrada de pessoas que chegam pelas companhias aéreas, mas não obteve autorização do governo federal.

Dino afirma que vai entrar na Justiça amanhã, da mesma forma que o governador da Bahia, Rui Costa, que graças a uma decisão da Justiça Federal de hoje, poderá implantar uma barreira sanitária nos aeroportos de seu estado para inspecionar voos internacionais e nacionais vindos de São Paulo e Rio de Janeiro.

Assim como Flávio Dino, Rui Costa foi desautorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que impediu a atuação de agentes estaduais nas aeronaves para medir a temperatura dos passageiros.

twitter_dino

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta