Governo e prefeitura de São Paulo assinam convênio para duplicação da Estrada do M Boi Mirim

Via é a SP-214 e serve regiões da zona Sul. Reprodução: Google Maps

Uma das principais rotas de transporte público na zona sul da capital paulista ainda não tem prioridade em toda extensão

ADAMO BAZANI

Um dos principais gargalos para quem utiliza o transporte coletivo, a Estrada do M Boi Mirim deve receber obras de duplicação.

O governo de São Paulo comunicou que nesta sexta-feira, 31 de janeiro de 2020, às 15h30, assina um convênio entre o DER – Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e a Prefeitura de São Paulo para o início das obras.

A parceria foi anunciada em setembro de 2019. Como mostrou o Diário do Transporte, na ocasião, a promessa era da duplicação de 4,3 quilômetros de extensão da Estrada do M’Boi Mirim, do Jardim Ângela ao Jardim São Luís, no limite com o município de Itapecerica da Serra, na grande São Paulo.

A via receberá defensas metálicas e melhorias na sinalização.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/09/05/governo-e-prefeitura-de-sp-divulgam-parceria-em-obras-e-programas-na-capital/

Nem toda a extensão da M Boi Mirim possui corredor de ônibus e quem depende dos coletivos municipais e intermunicipais que ligam os extemos da via até os terminais na zona Sul acaba perdendo muito tempo nos deslocamentos.

De acordo com o comunicado desta sexta-feira, 31, o convênio vai possibilitar R$ 446,8 milhões para as intervenções.

A previsão é de término das obras em 2022.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Laurindo Martins Junqueira Filho disse:

    A promessa de um secretário anterior era de que “até 2017” a Linha 5 alcançaria o Terminal Ângela. Àquela época, fez-se o possível para detonar a iniciativa municipal de se construir um monotrilho ao lado do corredor da M’Boi. O povo local caiu que nem bobinho na promessa. Os empresários de ônibus locais, assim como os donos do tatuzão da Linha 5 (Odebnrecht, vide Lavajato) devem ter convencido “alguém” a não seguir adiante.
    A duplicação do aludido trecho da M’Boi vai ser muito útil para quem mora depois do Ângela (Embu etc.). Mas vai lotar ainda mais o corredor de ônibus da M’Boi. “Me engana que eu gosto”, deveria dizer o povão da Zona Sul…

  2. Fabio Almeida disse:

    “Previsão de término das obras em 2022″… algum dúvida de que a entrega dessa obra vai atrasar?

  3. JFernando disse:

    Vai atrasar…e se o Metrô prometido até Jd Ângela nao nao vier, nao nai adiantar, pois como citado, vai congestionar ainda mais o corredor existente.
    Lembrando q a duplicacao da Estr. Da Baronesa já foi prometida em gestoes anteriores e está no plano diretor da cidade há anos!

  4. Eronildo Eduardo da Silva disse:

    Na verdade não vai acontecer nenhuma das duas obras. Só um idiota iludido, morador do Ângela pra acreditar nisso.

Deixe uma resposta para JFernando Cancelar resposta