Rodoviários de Porto Alegre (RS) prometem greve para terça-feira contra medidas sugeridas pela Prefeitura para transportes

Nesta quinta-feira, também foi lançado simulador de tarifa para a população entender melhor o projeto. Foto: Divulgação.

Administração municipal quer reduzir preço da tarifa de ônibus e isentar trabalhadores de pagar passagem, retirando cobradores do sistema

JESSICA MARQUES

Os rodoviários de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, prometeram greve para terça-feira, 04 de fevereiro de 2020. Segundo informações do STETPOA (Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre), independentemente do que acontecer nesta quinta e sexta-feira, apenas 30% da frota estará nas ruas da cidade.

A categoria é contra a proposta da Prefeitura que prevê a extinção gradativa dos cobradores das linhas de ônibus. Um pacote de projetos voltados ao transporte começou a ser discutido nesta quinta-feira, 30 de janeiro de 2020, pela Câmara Municipal, em sessão extraordinária.

Conforme já noticiado pelo Diário do Transporte, a Prefeitura enviou nesta segunda-feira, 27 de janeiro de 2020, à Câmara de Vereadores um pacote de medidas para obter receitas de financiamento dos transportes coletivos e reduzir os valores das tarifas, além de conceder passe livre aos trabalhadores.

Entre as propostas estão a taxação de serviços de carros de aplicativos, como Uber e 99; cobrar uma tarifa dos carros emplacados fora de Porto Alegre quando entrarem na cidade; acabar com a taxa administrativa de gerenciamento do sistema; reduzir o total de cobradores de ônibus; e criar uma taxação às empresas para garantir passe livre a quem está registrado em carteira.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/01/27/porto-alegre-propoe-taxar-aplicativos-para-reduzir-a-zero-tarifa-de-onibus-para-trabalhador/

“Se aprovados os cinco projetos de lei, em 2021 será possível oferecer passe livre para todo trabalhador formal, passagem de no máximo R$ 2,00 para o cidadão em geral, passe estudantil a R$ 1,00 e redução do custo para o empregador, que paga o vale-transporte. Atualmente, a passagem em Porto Alegre é R$ 4,70, uma das mais caras do Brasil e não conta com nenhum subsídio. Este valor só não é mais alto porque desde 2017 a prefeitura adota uma série de medidas”, informou a Prefeitura, em nota.

Rodoviários e um grupo de motoristas de aplicativo realizaram passeatas na manhã desta quinta-feira, na região da Câmara Municipal, contra as propostas da Prefeitura.

SIMULADOR DE TARIFA

A Prefeitura de Porto Alegre lançou nesta quinta-feira, 30 de janeiro de 2020, um simulador de tarifa de ônibus. A ferramenta está disponível online por meio do link https://prefeitura.poa.br/simuladortarifa, para que a população possa entender melhor as propostas.

O objetivo da ferramenta é simular o valor da tarifa de ônibus caso as medidas do pacote Transporte Cidadão seja aprovado. De acordo com a Prefeitura, as propostas podem reduzir a passagem para aproximadamente R$ 1 ainda neste ano.

O simulador, segundo a Prefeitura, possibilita que os interessados simulem as medidas que consideram mais relevantes para compor um valor justo da passagem de ônibus, levando em consideração suas escolhas.

“A partir da tarifa vigente (R$ 4,70), resultado da divisão de todos os custos do sistema pelo número de passageiros que pagantes, índices ainda não calculados pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), o cidadão pode acessar o simulador”, esclareceu.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta