Teresina ganha aplicativo para ver horário de chegada dos ônibus

Publicado em: 20 de janeiro de 2020

Aplicativo já está disponível para os passageiros. Foto: Divulgação.

Ferramenta é parte do cumprimento contratual do Consórcio Operacional SITT com a Prefeitura

JESSICA MARQUES

Os passageiros que utilizam o transporte coletivo de Teresina, no Piauí, já podem utilizar o aplicativo SIU Mobile Teresina, que permite o acesso em tempo real da linhas, horários dos ônibus, trajetos e paradas próximas.

A nova ferramenta faz parte do cumprimento contratual do Consórcio Operacional SITT com a Prefeitura de Teresina e já está disponível nas plataformas Android e iOS.

O gerente de planejamento da Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito), Denilson Guerra, explicou que a ferramenta será mais uma opção para os teresinenses.

“Com o lançamento do SIU Mobile, agora os teresinenses passarão a ter três opções de aplicativos para auxiliar na mobilidade urbana. Através da ferramenta já é possível detectar a localização dos ônibus, trajetos, quadro de horário das linhas, visualizar rotas, destinos e a possibilidade de adicionar à seção ‘Minhas paradas’, suas paradas mais recorrentes e favoritas”, esclareceu o gerente.

O coordenador técnico do SITT, Vinícius Rufino, acredita que o aplicativo vai melhorar a locomoção e logística dos usuários de transporte público da capital.

“O desenvolvimento do aplicativo pelo SITT, faz parte do cumprimento da exigência do Contrato de Concessão dos Serviços de Transporte Público por Ônibus, assinado 18 de novembro de 2014 e com operação iniciada em 15 de janeiro de 2015. Acreditamos que conforme o usuário for se adaptando com a plataforma, haverá mais agilidade em sua locomoção”, disse o coordenador.

ACESSIBILIDADE

Pessoas com deficiência visual podem ativar a opção acessibilidade no aplicativo, em que o sistema adequará o layout para maior compatibilidade com a ferramenta de leitura de tela do dispositivo.

Mais informações estão disponíveis em http://www.siumobile.com.br/.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta