Itapemirim vai participar de licitações de ônibus urbanos, diz atual presidente da empresa

Empresa quer anunciar em breve cidades atendidas. Imagem Meramente Ilustrativa

Mesmo em recuperação judicial, companhia deve disputar também linhas intermunicipais rodoviárias, promete Sidnei Piva

ADAMO BAZANI

A Viação Itapemirim, que já foi a maior empresa rodoviária do País e se encontra em recuperação judicial desde 2016, vai participar de licitações de ônibus urbanos em diferentes regiões do País.

A declaração é do atual presidente da empresa, Sidnei Piva, em entrevista ao Diário do Transporte.

Piva foi reconduzido à direção do Grupo Itapemirim por ordem judicial que afastou do comando a empresária Camila de Souza Valdívia, que recorre da decisão.

Segundo o Sidnei, já existem alguns sistemas que estariam na mira da empresa e que em breve, o nome Itapemirim estará estampado em ônibus de linhas municipais.

“A Itapemirim para 2020 vai anunciar o atendimento a cidades, vamos fazer o ‘municipal’” – assegurou.

O empresário disse que o plano é implantar inclusive veículos elétricos.

“Ônibus urbanos e elétricos, nós vamos participar de licitações” – afirmou

Piva também é proprietário da empresa fabricante do setor ferroviário T´Trans, que, entre outros empreendimentos, busca fornecer os trens e equipamentos para o monotrilho da linha 17-Ouro, da zona Sul de São Paulo.  A empresa juntamente com asiáticos tem o objetivo de fabricas ônibus elétricos no Brasil.

O empresário disse ainda que outra intenção é operar ônibus intermunicipais rodoviários e adquirir empresas que prestam serviços nestes sistemas, em especial no Sudeste.

“A Itapemirim vai adquirir empresas do mercado do estado de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Minas [Gerais] e do Espírito Santo para fazer este atendimento, prioritariamente destes estados” – anunciou ainda afirmando que a empresa também vai pedir à ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, novas linhas, seções e novos mercados para o sistema interestadual.

A Itapemirim tem dívidas de quase R$ 400 milhões somente com trabalhadores, fornecedores e bancos, sem contar impostos.

Piva garantiu que a prioridade é pagar os débitos e que, para os investimentos, haverá aporte de fundos, inclusive estrangeiros.

“Prioritariamente pagar a recuperação judicial. Nós queremos já em 2020 ter boa parte da recuperação já liquidada, mas independentemente da recuperação que vai ser rigorosamente paga no período, nós estamos trazendo investidores internacionais principalmente em infraestrutura” – prometeu.

Ouça na íntegra:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. rdish disse:

    Não boto fé nesse papo ai… Essa estratégia não faz sentido algum.

  2. Renato Vieira dos Santos disse:

    A empresa está quase falida e vem com essa conversa de investimentos no transporte urbano. Tem que ser muito ingênuo para acreditar nessa conversa.

  3. Irlan disse:

    Parece piada uma declaração dessa. A empresa está devendo até as calças mas vai participar de licitações e comprar outras empresas? Só rindo mesmo

  4. Wilson disse:

    Pois é, o Brasil da ANTT é uma piada, empresarios e empresas falidas devendo muito, praticando um serviço publico horrivel e agora aprece um presidente de uma empresa vendendo ilusão, …” empresário disse ainda que outra intenção é operar ônibus intermunicipais rodoviários e adquirir empresas que prestam serviços nestes sistemas, em especial no Sudeste. Alias transporte publico urbano………….rs! baita confusão transportando passageiro de graça, e mais ainda com insumos tendo aumentos sucessivos , transporte urbano perdendo passageiros todos os meses ………..só rindo mesmo Itapemirim querendo um mercado complicado.

  5. narlon braga disse:

    Resposta como essa, demonstra que a Diretoria que saiu, estava fazendo o correto. Desde que assumiu,via judicial, está dizendo coisas sem fundamento. Só uma coisa provocaria isto. Dinheiro novo, como um ganhador da mega sena, dando R$ 70 milhões a empresa. Eu faria isso,se pudesse!

  6. MARIO EDSON FRASSETTO disse:

    Tomara que seja verdade e traga novos investimento e com mentalidade avançada e que outros concorrentes tbm se mexam

  7. vagligeiro disse:

    Err…

    – Itapemirm tentou comprar ou fazer sociedade com a Passaredo
    – O Cola tá de volta no processo.
    – Teve leilão.
    A Itapemirim tem dívidas de quase R$ 400 milhões somente com trabalhadores, fornecedores e bancos, sem contar impostos.

    Fora coisas que não dá para falar aqui…

    Rapaiz… quando o passo é maior que a perna…

  8. Joseni Antônio da silva disse:

    Boa tarde eu concordo com o comentário de todos, só não pode e cruzar os braços vamos trabalhar que a dívida só e grande para quem não quer pagar, eu acredito muito na vitória, trabalhei na Itapemirim em sp e acho uma ótima empresa.

  9. JoãoBatista Andrade disse:

    Não pode ficar reclamando é não trabalhar, à Itapemirim e viável, só fazer uma gestão imperial!

  10. Gilson Das Dores de Souza disse:

    Enquanto somos credores, temos que no mínimo tentar acreditar que o grupo possa dar a volta por cima, e pedir a Deus que conceda esta oportunidade a viação Itapemirim, como forma de agradecimento por tudo que fez pela historia do pais.

  11. Ssrgio disse:

    O governo com certeza não vai deixar a Itapemirim fechar as portas,Só se não haver interesse por parte dos administradores ,$400.000.não é dinheiro para um grupo desse tamanho qualquer banco escorra isso..

  12. Samuel Joselito disse:

    Devendo R$ 400.000.000,00 !!! E ainda vão comprar empresas em São Paulo, Rio, BH e Espirito Santo. Que MARACUTAIA financeira esse cara tá aprontando !

Deixe uma resposta