Câmara Municipal de Manaus aprova criação de Fundo Municipal de Mobilidade Urbana

Publicado em: 17 de dezembro de 2019

MANAUS, 12/05/15 T 1 – TERMINAL DE INTEGRACAO DE ONIBUS – AVENIDA CONSTANTINO NERY – BAIRRO PRESIDENTE VARGAS. FOTO: TIAGO CORREA / CMM

Projeto é de autoria do Executivo

JESSICA MARQUES

A Câmara Municipal de Manaus aprovou a criação do Fundo Municipal de Mobilidade Urbana na cidade. O Projeto de Lei 410/2019 de autoria do Executivo Municipal cria o FMMU e uma unidade orçamentária.

Segundo o projeto que foi aprovado nesta semana, tanto o fundo quanto a unidade orçamentária serão vinculados ao Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

De acordo com o líder do governo municipal na Casa Legislativa, vereador Marcel Alexandre, a intenção é criar um fundo específico para essa área em Manaus.

“Esse fundo tem que ser criado para possibilitar mais investimentos na mobilidade urbana, Manaus passa por uma grande transformação na área urbana, o Prefeito vem trabalhando para melhorar a malha viária, e por isso a importância de termos recursos direcionada para esta área”, disse, em nota.

O Secretário de Articulação da Prefeitura, Luis Alberto Carijó, explicou que os recursos do fundo serão utilizados nos trabalhos de recuperação asfáltica, das estações e terminais de ônibus e em todas as melhorias relacionadas à mobilidade urbana e que o dinheiro será recolhido de várias áreas.

“Os recursos virão de várias fontes, do orçamento do município, das multas de trânsito, das multas aplicadas as empresas de ônibus por não cumprirem acordos do contrato, da venda de espaços públicos para publicidade, das propagandas utilizadas nos ônibus e estações, ou seja, vamos ter um elenco de fontes para que tenhamos um fundo compatível com a cidade”, afirmou Carijó.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Por que não aprovam um FUNDO CONTRA O DESPERDÍCIO DO DINHEIRO DO CONTRIBUINTE!

    A única cois que o poder público sabe fazer é arregar e gastar mal gasto e duas vezes.

    EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEca !

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta