Ônibus com novas pinturas de São Paulo já estão autorizados a operar

Publicado em: 20 de novembro de 2019

Ônibus básico com motor dianteiro

Veículos vão ser inseridos aos poucos no sistema. Novo layout já integra manual de operadores

ADAMO BAZANI

Os ônibus de São Paulo já estão autorizados a circular com as novas pinturas determinadas pela gestão Bruno Covas.

A liberação ocorreu nesta terça-feira, 19 de novembro de 2019, após cerimônia de entrega dos ônibus elétricos da Transwolff , da zona Sul de São Paulo, mas vale para todas as empresas da cidade e diferentes modelos de coletivos.

Já estão sendo pintados os ônibus novos considerados os “cabeças de série” de cada frota, segundo apurou a reportagem.

A encarroçadora Caio, a maior fornecedora de ônibus da capital paulista pelo controle acionário do Grupo Ruas, também já deve pintar na fábrica os novos veículos com o layout.

Como mostrou o Diário do Transporte, o novo layout, que desataca mais o logotipo da gerenciadora municipal SPTrans – São Paulo Transporte, mantém as cores de cada região, mas em disposição diferente do modelo de pintura adotando na gestão Marta Suplicy, em 2003, quando na ocasião foram assinados contratos com as empresas de ônibus. A partir de 2015, com a gestão Fernando Haddad, o desenho “de Marta” foi mantido, mas no lugar do fundo branco, os ônibus novos passaram a ser pintados de prata.

Como os novos contratos com as viações foram assinados em 06 de setembro de 2019, após seis anos de uma licitação que não se desenrolava, a prefeitura decidiu, pela pintura, passar a ideia de que se trata de um novo sistema, apesar de as empresas continuarem as mesmas.

A nova padronização já está no manual das empresas de ônibus.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/11/19/sptrans-atualiza-manual-de-identidade-dos-onibus-da-capital-ja-com-as-novas-pinturas/

Uma das novidades, como também mostrou o Diário do Transporte, é que os veículos na nova pintura contam com adesivos circulares amarelos que indicam pontos-cegos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/11/20/onibus-de-sao-paulo-ganham-indicador-de-ponto-cego/

As cores que indicam a região ocupam as laterais, dianteira e traseira dos veículos.

– Verde Claro: zona Noroeste

– Azul Escuro: zona Norte

– Amarelo: zona Nordeste

– Vermelho: zona Leste

– Verde Escuro: zona Sudeste

– Azul Claro: zona Sul

– Laranja: zona Oeste

– Vinho: zona Sudoeste.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Rodrigo Zika! disse:

    Não entendo porque denominam a cor amarela como área nordeste, sendo que aqui na zona leste a cor amarela predomina, e depois que vem a vermelha, entendo as linhas do centro e outras que ligam a zona oeste da garagem Expandir da Vip na cor amarela, mesmo assim não justifica.

  2. Daw disse:

    Ficou uma droga, a coisa mais mal feita que eu já vi…

  3. Daw disse:

    Só pioraram oque já era ruim, esse novo sistema de ônibus de SP é uma piada…

Deixe uma resposta