Passageiros relatam dificuldades na Operação PAESE para a linha 2-Verde do Metrô

Publicado em: 15 de novembro de 2019

Quantidade de 60 ônibus foi estipulada pelo Metrô, mas passageiros dizem que frota foi insuficiente. No meio da linha era impossível embarcar em alguns coletivos

ADAMO BAZANI

Passageiros relatam na manhã desta sexta-feira, 15 de novembro de 2019, dificuldades no atendimento da Operação PAESE – Plano de Atendimento entre Empresas em Situação de Emergência para a linha 2-Verde do Metrô.

Segundo os relatos, além de partirem das primeiras estações muito lotados, os ônibus precisam fazer um caminho maior e alguns motoristas não sabiam a rota e precisaram de ajuda dos passageiros para não se perderem.

Os usuários também se queixaram das filas para o embarque.

A situação foi pior para quem precisou pegar o ônibus nas estações intermediárias, já que os coletivos chegavam cheios aos locais.

Como mostrou o Diário do Transporte, todas as estações da linha 2-Verde foram fechadas para testes de sinalização do sistema CBTC, (Controle de Trens Baseado em Comunicação). O sistema é utilizado para sinalização de via e controle de trens, conforme informado pelo Metrô, em nota.

METRÔ X SPTRANS:

Por meio de nota, a SPTrans, que gerencia os ônibus da cidade, esclareceu que foram colocados 60 ônibus por solicitação do Metrô.

A SPTrans informa que, como solicitado pelo Metrô, já foram disponibilizados os 60 ônibus para a operação Paese entre as estações Vila Prudente e Vila Madalena. “

Já o Metrô informou, por meio da assessoria de imprensa que quem estiopula o itinerário e deve treinar os motoristas quanto ao roteiro é a SPTrans.

O Metrô ainda confirmou que calculou a quantidade da frota de 60 ônibus, mas segundo os passageiros, esta quantidade tem estipulada pela Companhia do Metropolitano foi insuficiente.

CONFIRA O ITINERÁRIO:

Itinerário da linha: Estação Vl. Madalena – Estação Vl. Prudente

Ida: Rua Heitor Penteado (Estação Vl. Madalena ), Av. Dr. Arnaldo, (Estação Sumaré) , Av. Dr. Arnaldo, (Estação Clínicas), Av. Dr. Arnaldo, Viaduto Okuhara Koei, Rua da Consolação, Al. Santos, (Estações Consolação, Trianon/MASP, e Brigadeiro), Rua Cubatão, Rua Abílio Soares, Av. Bernardino de Campos, Viaduto Santa Generosa, Av. Bernardino de Campos, (Estação Paraíso), Rua Vergueiro, (Estação Ana Rosa do Metrô), Rua Vergueiro, Rua Joaquim Távora, Rua Domingos de Morais, (Estação Vila Mariana do Metrô), Rua Mons. Manoel Vicente, Rua Maurício Francisco Klabin, Rua Dep. Joaquim Libanio, Rua Dr. Barros Cruz, Rua Vergueiro, Av. Pref. Fabio Prado, Viaduto Saioá, Rua Saioá (Estação Santos/Imigrantes Metrô), Rua José Raimundo Nogueira, Rua Cel. Domingos Ferreira, Rua Vergueiro, Rua Santa Cruz, Av. do Cursino, Rua Paulo de Anhaia, Rua Muriaé, Rua Salvador Simões, Av. Dr. Gentil de Moura (Estação Alto do Ipiranga do Metrô – Oposto), Rua Baraúna, Rua Ettore Lantieri, Rua Bom Pastor, R. Greenfield, (Estação Sacomã do Metrô), Rua Agostinho Gomes, Rua Francisco Peres, Complexo Viário Escola de Engenharia Mackenzie, Rua das Juntas Provisórias, Rua do Grito, Rua Aida, Av. Pres. Wilson, (Estação Tamanduateí do Metrô), Rua Almirante Lobo, Rua das Juntas Provisórias, acesso e Av. do Estado, Viaduto Grande São Paulo, Av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, Rua Ituverava, Praça Dr. Heráclito Corrêa F. Neto, Rua Ibitirama, Rua Cavour, Rua Itamumbuca, Av. Prof. Luiz Ignácio de Anhaia Mello, (Lateral da Estação Vl. Prudente do Metrô).

Volta: Av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, (Lateral da Estação Vl. Prudente do Metrô), Av. Dr. Francisco Mesquita, Rua Patriarca, Rua Guamiranga, (Estação Tamanduateí do Metrô), acesso, Av. Dr. Francisco Mesquita, Viaduto Grande São Paulo, Viaduto José Colassuono, Rua das Juntas Provisórias, Rua Cipriano Siqueira, Rua Bom Pastor (Estação Sacomã do Metrô), Rua Antônio Marcondes, Av. Nazaré, Av. Dr. Gentil de Moura (Estação Alto do Ipiranga do Metrô), Rua Vergueiro, Rua Saioa (Estação Santos/Imigrantes Metrô), Viaduto Saioa, Av. Pref. Fábio Prado, Rua Vergueiro (Estação Chácara Klabin Metrô), Rua Francisco Cruz, Rua Domingos de Morais, Av. Prof. Noé de Azevedo, (Estação Vila Mariana do Metrô), Rua Vergueiro, Rua Correia Dias, Rua Apeninos, Rua Dr. Nicolau de Souza Queiroz, Pça. Dr. Afrodisio Vidigal, Rua Vergueiro e Lgo. Da. Ana Rosa (Estação Ana Rosa do Metrô), Rua Vergueiro, Viaduto Santa Generosa, (Estação Paraíso), Viaduto Santa Generosa, Av. Bernardino de Campos, Rua Treze de Maio, Rua Cincinato Braga, (Estação Brigadeiro), Rua São Carlos do Pinhal, (Estação Trianon-MASP), Viaduto Bernardino Tranchesi, Rua São Carlos do Pinhal, Rua Antônio Carlos, Rua da Consolação, (Estação Consolação) Complexo Viário, Av. Dr. Arnaldo, (Estação Clínicas), Av. Dr. Arnaldo, (Estação Sumaré) (ponto de parada antes do Viaduto), Rua Heitor Penteado (desembarque frente ao ponto no 1.230), Rua Nestor Vitor, Av. Pompéia, e Rua Heitor Penteado (Lateral da Estação do Metrô Vl. Madalena).

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. WILLIAM DE JESUS SANTOS disse:

    Não é a primeira vez! Quando fizeram paese na linha 5 lilás, foi exatamente a mesma coisa. Os motoristas mal sabiam que trajeto deviam seguir e muitos que conheciam mais ou menos iam pela intuição. É a prova de que falta sim strategia, orientação e treinamento por parte do metro e das empresas de ônibus também

  2. Edclecio disse:

    Estou no busão que o motorista está perdido e entrando na contra mao, vcs poderiam colocar motoriamo mas capacitados ! Bom dia

  3. Tekka Tjs disse:

    Precisei pegar hj as 6 da manhã o motorista não sabia o caminho,de vez ir a estação Sacomã voltou pra Vila Prudente, alguns passageiros ligaram o GPS pra ajudá-lo, deveriam treinar antes de colocar eles nas ruas, que vergonha

  4. Alessandro disse:

    um descasontotal com os usuários pagantes dessa tarifa abusiva no transporte público, fiquei das 5:45 até às 6:05 na estação Paraíso aguardando os PAESE e ainda por cima o motorista se confundiu no caminho. entro no Plantão às 7 da manhã, saio de casa as 4:40 por conta da paralisação dos metrôs e trens das 0:00 até às 4:40 (que justamente justificam essa paralisação dos serviços para manutenção e TESTE) e ainda resolvem fazer paralisação em horário de “pico”. Isso é um absurdo!

Deixe uma resposta