Ônibus financiados pelo Refrota entram em operação neste mês no Rio de Janeiro

Publicado em: 12 de novembro de 2019

Empresas do Grupo Redentor adquiriram 120 veículos

JESSICA MARQUES

A Mercedes-Benz informou, em nota, que os 120 ônibus financiados pelo Refrota por empresas do Grupo Redentor entram em operação até o fim deste mês de novembro no Rio de Janeiro. A compra foi feita pela Transportes Barra, Transportes Futuro e Viação Redentor.

Todos os veículos possuem chassi Mercedes-Benz, do modelo OF 1721 e operam por todo o município. São 52 unidades para a Viação Redentor, 39 para a Transportes Barra e 29 para a Transportes Futuro.

Segundo informações da Mercedes, os ônibus contam com preparação para ar-condicionado, atendendo à legislação atual na cidade.

Conforme já noticiado pelo Diário do Transporte, as empresas tiveram à disposição um total de R$ 120 milhões, tendo como agente financeiro o Banco Mercedes Benz Brasil S.A.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/09/27/banco-mercedes-benz-financiara-120-onibus-pelo-refrota-para-3-empresas-de-transporte-do-rio-de-janeiro/

Confira o montante por empresa:

Transportes Futuro LTDA – 29 ônibus – R$ 10.909.800,00

Transportes Barra LTDA – 39 ônibus – R$ 14.671.800,00

Viação Redentor LTDA – 52 ônibus – R$ 19.562.400,00

“A Mercedes-Benz segue reafirmando sua liderança no Rio de Janeiro e a preferência das empresas locais por nossos ônibus”, disse, em nota, Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

“Cliente tradicional, o Grupo Redentor mais uma vez demonstra nossa forte parceria ao escolher os ônibus da marca para esse programa de renovação. Atualmente, eles contam com uma frota de 1.200 ônibus, dos quais cerca de 90% são veículos da estrela de três pontas”.

Cliente por mais de cinco décadas, o Grupo Redentor vê o relacionamento com a Mercedes-Benz como muito bom e proveitoso. Ricardo Antunes, administrador do Grupo, afirmou por meio de nota que, considerando a atual realidade do mercado e do transporte urbano de passageiros, a melhor opção para as ruas é o OF 1721.

“O consumo de combustível e o custo operacional que os ônibus da marca apresentam são os mais adequados à essa realidade e este modelo se mostrou compatível com as demandas operacionais do transporte no município. Além disso, encontramos na Mercedes-Benz a facilidade de manutenção, disponibilidade operacional e uma ampla rede de concessionários para assistência técnica”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. JC Barboza disse:

    Quando que eles começaram a rodar? Nem chegaram na empresa.

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Bunitim esse “Torino da Neobus”!

    Diário faz uma matéria mostrando para todos como funciona essa porta “esquisita” (pra mim) do meio do buzão.

    Será legal.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta