CET-SP faz contrato de locação para renovar 30% da frota operacional

Publicado em: 5 de novembro de 2019

Viaturas baixadas serão leiloadas pela Prefeitura. Foto: Divulgação

Serão 332 novas unidades para a gestão do trânsito da capital. Prefeitura aponta agilidade e economia

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) decidiu optar pelo modelo de locação de veículos para renovar 30% de sua frota operacional. Até agora, a CET utilizava uma frota própria de viaturas, cuja idade média é de quase 11 anos.

Serão 332 novos veículos nas ruas neste mês de novembro para gerir o trânsito da capital. A frota total totaliza 1.088 veículos. A prefeitura divulgou a medida nesta segunda-feira, 04 de novembro de 2019.

A gestão Bruno Covas optou por um contrato de locação porque, segundo comunicado da administração, garantirá a disponibilidade dos veículos, a manutenção preventiva e corretiva e a troca das viaturas a cada 30 meses (todas seguradas contra imprevistos, protegendo também os profissionais).

Segundo a prefeitura, o novo modelo de contratação vai desonerar a CET dos custos com oficina, estoque e licitações para compras de peças, incluindo pneus, óleos/lubrificantes, filtros, baterias e demais suprimentos, além de prever quilometragem livre e renovação da frota a cada 30 meses.

SITUAÇÃO DA FROTA

Da frota dos 1.088 veículos atuais, 155 deles se encontram fora de operação devido ao alto custo de manutenção. A isso se chama “baixa patrimonial”, que ocorre quando o valor para recuperar uma viatura é superior a 70% do seu valor real. Outros 29 veículos estão em comodato, emprestados à CET para uso em suas atividades rotineiras.

Das 904 viaturas próprias efetivamente, a oficina da Companhia recebe, em média, 270 veículos por mês para manutenção, ou seja, 30% da frota periodicamente fica indisponível”, afirma o comunicado da prefeitura.

A renovação da frota será feita por meio da substituição parcial de carros próprios por alugados. Pelo prazo de 30 meses, a CET vai locar 109 veículos leves, 155 pick-ups médias, 60 pick-ups a diesel e 8 vans furgões, totalizando 332 unidades. Todas as unidades chegarão à Companhia durantes o mês de novembro.

Modelos leves e pick-ups: serão destinados ao transporte de pessoal e para operação e fiscalização do sistema viário, prestando serviços como atendimento de acidentes, veículos quebrados, eventos, bem como transporte de materiais.

Vans furgões: aproveitadas na manutenção e operação dos semáforos, adaptadas como oficina móvel.

No site da prefeitura, estão apontadas as principais vantagens da locação de viaturas:

Frota renovada a cada 30 meses (idade média da frota CET vai diminuir; veículos mais novos, em bom estado para utilização);

Manutenção por responsabilidade da contratada (redução de despesas operacionais);

Seguro total dos veículos, abrangendo acidentes, danos materiais e pessoais de passageiros, furto, roubo, incêndio;

Redimensionamento e requalificação da frota;

Reserva técnica operacional permanente;

Diminuição da burocracia: a CET ficará desonerada do pagamento e de todo o trabalho administrativo relativo a impostos (taxa de licenciamento anual, IPVA, despachante, seguro DPVAT, emplacamento de veículos novos, etc.).

Além disso, as viaturas baixadas vão ser leiloadas, o que vai gerar recursos que poderão ser direcionados para novos investimentos na Companhia de Engenharia de Tráfego.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta