São Lourenço (MG) publica aviso de licitação dos transportes

O contrato com a CSL – Circular São Lourenço, com prazo de 15 anos, encerrou formalmente no dia 31 de agosto deste ano. Foto: Rafael Nunes Pereira

Contrato com antiga concessionária terminou em setembro e não foi renovado. Prefeitura decidiu alterar modelo da concessão e promover modernização do sistema

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de São Lourenço, cidade de Minas Gerais com 45 mil habitantes, publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 01 de novembro de 2019, aviso de licitação para escolher a empresa que vai explorar e prestar o serviço de transporte público coletivo municipal. A concorrência pública será realizada no dia 5 de dezembro.

O edital e informações complementares podem ser obtidos na sede da Prefeitura Municipal, na Gerência de Licitações pelo telefone (35) 33392781, ou no site http://www.saolourenco.mg.gov.br.

O contrato com a empresa de ônibus CSL – Circular São Lourenço, com prazo de 15 anos, encerrou formalmente no dia 31 de agosto deste ano, e não foi renovado pela prefeitura.

sao_lourenco_licita

A Prefeitura não prorrogou a concessão por entender que o atual contrato não atende a contento todos os requisitos do contrato. Em nota, a prefeitura chegou a citar como exemplo a utilização de veículos com idade superior à permitida legalmente.

Uma empresa de engenharia foi contratada para fazer a modelagem do novo sistema, e realizou estudos que serviram de base para a nova concessão. Os resultados do trabalho foram apresentados em audiência pública no dia 13 de junho.

Como um dos resultados do estudo, a prefeitura decidiu reajustar o valor da tarifa no dia 31 de agosto, último dia do contrato com a empresa CSL, para R$ 3,55.

Segundo nota do Poder Executivo, “caso o sistema de transporte continuasse nos mesmos moldes que estão atuando hoje, a passagem teria que ser reajustada para o valor de R$4,20. Contudo, com a implantação do programa ‘São Lourenço Integrada’, onde os ônibus irão percorrer Bairro X Centro e não mais Bairro X Bairro, com a utilização do cartão magnético, foi possível chegar a um aumento de R$ 0,15 centavos”.

Ainda segundo a nota, a utilização do cartão magnético é fundamental para que os usuários desfrutem do novo sistema que prevê agora a integração temporal. “Esta integração permite que o usuário utilize uma segunda linha pagando apenas uma única tarifa, ou seja, a transferência de passageiros entre linhas/ônibus é gratuita. O usuário terá o prazo de 1 (uma) hora para embarcar no ônibus do seu destino final, pagando apenas uma única passagem”.

Em nota publicada no dia 02 de outubro em seu site, a empresa Circular São Lourenço comunicou que prestará serviços na cidade até 29 de novembro:

NOTA DE ESCLARECIMENTO:

A empresa de ônibus “Circular São Lourenço” vem a público informar que no próximo dia 29 de novembro, ao término do turno da noite, estará deixando o serviço de transporte de passageiros na cidade de São Lourenço em virtude do encerramento da vigência do contrato.

Agradecemos a população de São Lourenço por sempre confiar em nosso trabalho assim como os nossos colaboradores e fornecedores.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Marlene Simões Sena disse:

    E no intervalo entre o final do contrato da Circular São Lourenço e o início da nova empresa contratada? A população fica sem transporte público?

  2. Sonia Ligia de Souza Anselmo disse:

    A pessoa pega o ônibus no Santa Monica, pra ir no médico, vocês acham que em 1 hora o médico atende a pessoa, pra que ela pegue o ônibus de volta pra casa , claro que não dá, vocês vão obrigar a pessoa pagar outra passagem, isso é uma grande sacanagem com o povo !

    1. Dina disse:

      Concordo c/ seu comentário. Como sempre o povo levando a pior.

      1. Athenade disse:

        Porque fazem isso ???essa empresa e tão boa … essa prefeitura querendo modernizar acaba que complica a vida do povo…por favor peçam ajuda da câmara e vereadores e consigam renovar o contrato com essa empresa mesmo…o povo tão sofrido e já esta acostumado com esse ônibus …motoristas e cobradores tão educados …já conhecem todo mundo tem cuidado com a gente!!! Oh seu prefeito tenha dó do povo que te elegeu !!!!

  3. Thiago disse:

    Pode populacao sem onibus do consumido ter onibus populacao trabalhao pega onibus tambem cidade sao lourenco

  4. Luiza Teixeira disse:

    Como ficaremos de 30 de novembro até o processo de licitação em Dezembro uma vez que a Circular São Lourenço irá encerrar suas atividades no final do dia 29 de novembro?

  5. Pedro disse:

    Gente quem não quer mais ficar em São Lourenço é a empresa que está trabalhando hoje. A prefeitura está fazendo outra licitação justamente por isso acabou a concessão e ele querem sair da cidade ir para outra atividade que não é transporte público. Infelizmente é isso. Sorte que a administração municipal está empenhada em resolver esse problema. Que venha sim outras empresas melhores que essa para atender a gente que pega ônibus todos os dias.

    1. Camila disse:

      Pois é. E além do mas, esse é o modelo usado em SP e é muito bom. Ex: se vou da rodoviária para a Vila Nova irei pagar 1 passagem (que teve o aumento de apenas 0,15 – Mesmo que eu ache que não deveria ter aumento algum, mas ok). Pego o ônibus na rodoviaria ate o Centro. Desço no centro e tenho 1 hora com meu cartão validado para pegar o ônibus do Centro até a Vila Nova sem pagar nada a mais. E sem contar a vantagem que é para quem tem que ir rapidamente resolver algo no centro, como por exemplo ir ao correio. Ela vai pagar uma passagem até o Centro e se quiser e puder, claro, voltar dentro da 1 hora disponível, pega o onibus e não irá pagar a mais.
      Precisamos de ônibus melhores. Mas claro acho válido solicitaremos a prefeitura ou vereadores que na licitação conceda ao atuais funcionários a preferência na contratação. Assim eles e suas famílias não ficarão desamparados. Mas tudo serve de um bom debate ou conversa.

  6. Rodrigo Amaral disse:

    Ninguém é obrigado a trabalhar de graça, nem empresas. Se não dá lucro, não interessa. Entendemos que a prefeitura quer o melhor para população e faz exigências a empresa. Mas o custo operacional em São Lourenço deve ser altíssimo! O relevo e o pavimento das vias são terríveis, não há ônibus que aguente sem muita manutenção. Prefeitura deveria ter sido mais flexível nas exigências. Querem ônibus novos, mas já pararam para ver quanto custa um ônibus? Muitas linhas sequer pagavam seus custos.

Deixe uma resposta