Marcopolo diz que já está preparada para atender nova resolução do Contran para reduzir risco de tombamento de ônibus

Publicado em: 21 de outubro de 2019

Veículos já são produzidos de acordo com as normas que ainda vão entrar em vigor, diz Marcopolo. Foto: Adamo Bazani.

Regra entra em vigor em janeiro. Peso das carrocerias terá pequena elevação de peso e método de produção passará por mudanças

ADAMO BAZANI

A Marcopolo informou nesta segunda-feira, 21 de outubro de 2019, que já está preparada para atender à nova resolução do Contran – Conselho Nacional de Trânsito, com regras de segurança para reduzir os riscos de tombamento de ônibus rodoviários e de fretamento com piso único (sem serem os de dois andares).

A resolução 629, de 30 de novembro de 2016, entra em vigor em janeiro de 2020 e se refere à simulação de tombamento de modelos rodoviários e de fretamento com acréscimo de peso similar a meia carga de passageiros.

Por meio de nota a jornalistas especializados, como a equipe do Diário do Transporte, a Marcopolo informou que possui, desde 2018, a certificação ECE R66.02 concedida pela agência britânica VCA – Vehicle Certification Agency e válida em mais de 30 países para homologar carrocerias através do seu próprio processo de desenvolvimento de produto e simulações computacionais para verificar a resistência de seus produtos.

O diretor de Engenharia da Marcopolo, Luciano Resner, disse que desde o ano de 2016, as carrocerias da fabricante já atendem às normas que vão entrar em vigor em janeiro de 2020 no Brasl porque a empresa exporta veículos para países que já aplicam as exigências.

Na nota, Resner ainda explica que a resolução determina mudanças na forma de produção das carroceiras, que devem se tornar mais resistentes.

“Para atender a nova norma que garante a segurança dos ocupantes do veículo em situações de capotamento, os ônibus produzidos a partir de janeiro de 2020 e comercializados no mercado nacional receberão alterações em conceitos construtivos da carroceria aumentando a resistência estrutural.  A adequação à resolução consequentemente acarretará em um pequeno aumento de peso do veículo. Para que essa alteração seja a menor possível, trabalhamos com materiais nobres utilizados na indústria automobilística, contribuindo para representar menor custo operacional para os operadores e garantir segurança e conforto para o passageiro”, acrescenta.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Roberto Freitas disse:

    Adamo Alonso Bazani⁩, olhando a matéria de sua autoria com o título ” *Marcopolo diz que já está preparada para atender nova resolução do Contran para reduzir risco de tombamento de ônibus”* observei que o amigo colocou o nome de outra pessoa que o meu, como autor da foto que estampa a sua matéria. Dessa forma, pesso pir gentileza que o nobre amigo corrija tal erro, creditando à ROBERTO L. C. FREITAS a autoria da foto, ou retirando-a da matéria.
    Desde já agradeço a colaboração.

Deixe uma resposta