Petrópolis começa obras de revitalização do Terminal Centro

Publicado em: 19 de outubro de 2019

Foto: Prefeitura de Petrópolis

Reforma da estação Rodoviária Imperatriz Leopoldina será feita a um custo de R$ 950 mil

ALEXANDRE PELEGI

A revitalização da Estação Rodoviária Imperatriz Leopoldina na cidade de Petrópolis, o Terminal do Centro, já tem data para começar.

Após ter concluído o processo de licitação, que definiu a empresa VACC Indústria, Comércio e Serviço Eireli para realizar as obras, a prefeitura da cidade imperial autorizou o início das intervenções nesta sexta-feira, 18 de outubro de 2019.

A proposta vencedora para realizar as reformas do local alcançou o valor de R$ 946.453,50. Esse preço final representa economia de R$ 113.546,50 aos cofres públicos, já que o teto licitado era de R$ 1.060 milhão.

Como definiu o prefeito Bernardo Rossi, em entrevista ao Diário de Petrópolis, “a reforma do Terminal Centro é um desejo grande da população e que agora vai se tornar realidade”.

Na prática, a obra beneficiará mais de 40 mil passageiros, média de público que passa diariamente pelo Terminal Centro.

Deste que é o maior terminal de Petrópolis partem 1.640 viagens de 80 linhas de ônibus, com destino a diversos locais da cidade como Alto da Serra, Quitandinha, Bingen e Retiro, por exemplo.

A OBRA

A revitalização do Terminal Centro contempla todo a sua área: do lado da Rua Dr. Porciúncula, por exemplo, o piso em pedra portuguesa será recomposto.

Já na área de embarque/desembarque que é vizinha ao rio, o revestimento do teto e da mureta de proteção será refeito com a instalação de forro em PVC, e um novo piso aplicado (inclusive da ponte que liga à Rua Caldas Viana). Daquele lado, pilares, marquise guarda-corpo e mureta terão nova pintura, além de revisão da parte elétrica.

Já na área de circulação dos ônibus, será aplicada uma nova camada de pavimentação, nivelamento de caixas de ralo e também dos “almofadões” na entrada e saída do terminal. Ainda serão feitos meio-fio junto às baias e colocação de balizadores.

Essa, aliás, é a principal mudança no espaço: com as obras ele será gradeado – mudanças físicas no espaço que já receberam o crivo do Iphan e Inepac. Os ‘corujões’, que já param fora do Terminal, continuarão com suas paradas nos mesmos locais.

Deixe uma resposta