Interditado desde julho de 2018, Terminal de Itaparica deve ser reaberto somente em julho de 2020

Publicado em: 5 de outubro de 2019

Foto: prefeitura de Vila Velha

Projeto para a reconstrução do terminal foi concluído um ano e dois meses após a interdição

ALEXANDRE PELEGI

Interditado desde julho de 2018, o terminal de Itaparica, em Vila Velha, na Grande Vitória (ES), deve voltar a operar somente em julho de 2020.

No início deste ano, como mostrou o Diário do Transporte, o governo do Espírito Santo chegou a divulgar que o local voltaria a ser utilizado até setembro deste ano, o que não ocorreu. A estimativa da reinauguração da obra foi atribuída o Instituto de Obras Públicas do Estado (Iopes), segundo a imprensa local. Relembre: Terminal de Itaparica, em Vila Velha, deve ser reaberto até setembro

Um laudo do governo do Espírito Santo divulgado em 2018 apontou risco de desabamento da cobertura, além de falhas no projeto e na execução da obra.

A nova previsão para reabertura do Terminal de Itaparica, datada para julho de 2020, é do Departamento de Estradas de Rodagem do Espírito Santo (DER-ES), segundo informações do jornal Folha de Vitória. O atraso se deve ao projeto para a reconstrução do terminal, que foi concluído um ano e dois meses após a interdição.

O Instituto de Obras Públicas do Estado (Iopes) prevê publicar na próxima semana um edital de licitação, com prazo de 30 dias para que empresas interessadas na obra possam apresentar propostas.

Caso o processo se desenrole sem percalços, o prazo para conclusão das obras é de nove meses, a um custo estimado de R$ 9 milhões.

HISTÓRICO

No dia 21 de julho de 2018 a Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb) interditou o terminal de Itaparica, em Vila Velha (ES), após um laudo apontar problemas na estrutura com riscos para os milhares de usuários. Relembre: Governo do ES promete R$ 7 milhões para reformar 10 terminais na Grande Vitória

Das 33 linhas do sistema Transcol que operavam em Itaparica, 30 delas foram transferidas para os terminais do Ibes e de Vila Velha (dessas, 2 foram realocadas para a Rodoviária da cidade), o que causou transtornos aos mais de 50 mil usuários diários do Terminal de Itaparica.

Cerca de 45 mil pessoas por dia passavam pelo terminal de Itaparica.

Após a interdição, a maioria das linhas foi transferida para o terminal de Vila Velha, o que causou desconforto aos usuários, com mais filas e espera pelos ônibus.

Na época a prefeitura de Vila Velha chegou a oferecer ao Governo do Estado do Espírito Santo, que gerencia e opera o sistema Transcol, a utilização da Rodoviária do Município como alternativa. Relembre: Linhas do Transcol poderão operar na Rodoviária de Vila Velha (ES)

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta