SBCTrans investe em comunicação nos ônibus

Publicado em: 19 de setembro de 2019

TV interna, cartaz indoor, busdoor e publicidade nos pontos de ônibus estão entre os meios utilizados

JESSICA MARQUES

A SBCTrans, concessionária responsável pelos ônibus municipais de São Bernardo do Campo, informou por meio de nota que optou por investir na comunicação nos veículos.

Televisão interna, cartaz indoor, busdoor e publicidade nos pontos de ônibus estão entre os meios utilizados pela empresa. Segundo a concessionária, as vantagens do investimento são o elevado alcance, cobertura e visibilidade, além do baixo custo efetivo, mais empresas estão utilizando esta mídia para se comunicar com os seu público-alvo.

“Essa comunicação pode ser dirigida à diversos públicos, como os motoristas de veículos, pedestres que estão fora dos ônibus e clientes que utilizam o transporte público. Neste caso, para se atingir os clientes tradicionais existem diferentes opções, como a TV interna, cartaz indoor, busdoor e a publicidade nos pontos de ônibus”, informou a SBCTrans, em nota.

Em São Bernardo do Campo, são 62 linhas operadas pela SBCTrans, que passam por mais de 1.000 pontos de ônibus.

“No caso dos motoristas de automóveis, parece até contradição, mas quanto mais tempo o condutor e os passageiros perdem nos congestionamentos e trânsito pesado dos grandes centros urbanos, mais ficam expostos aos anúncios que estão nos busdoors”, disse a diretora executiva da SBCTrans, Milena Braga Romano.

Segundo a executiva, cerca de 25% dos veículos da frota possuem TV a bordo.

“A audiência é elevada e representa uma das aplicações mais interessantes para quem busca uma comunicação de digital signage, com integração de informações simultâneas.” afirmou Milena.

Segundo a SBCTrans, os ônibus circulam em média 300 quilômetros por dia, com velocidade média entre 15km/h e 25km/h e permanecem na rua durante 18 horas por dia.

“Isto garante que em torno de 25 pessoas sejam impactadas por quilômetro percorrido, no total de 225 mil pessoas por mês por veículo”, avalia a empresa.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. Marcos disse:

    O dinheiro que gasta com isso dava para colocar mais onibus nas linhas e reduzir a espera de 40 minutos nos pontos ou colocar mais assentos no onibus ou comprar onibus novos e nao sucata vindo do RJ

  2. Ronaldo Rodrigues da Costa e Silva disse:

    “No caso dos motoristas de automóveis, parece até contradição, mas quanto mais tempo o condutor e os passageiros perdem nos congestionamentos e trânsito pesado dos grandes centros urbanos, mais ficam expostos aos anúncios que estão nos busdoors”, disse a diretora executiva da SBCTrans. QUEM QUE FICA ESPREMIDO EM UM ÔNIBUS LOTADO PARECENDO DENTRO DE UMA LATA DE SARDINHA VAI FICAR OLHANDO PRA UM ANUNCIO? A GENTE NÃO CONSEGUE NEM SE MOVIMENTAR DENTRO DO ÔNIBUS.

Deixe uma resposta