Secretário de Transportes de Osasco estuda integração de Bilhete Único com CPTM

Publicado em: 14 de setembro de 2019

Bilhete Único municipal já é promessa antiga. Foto: Divulgação.

Bilhete municipal, por sua vez, ainda deve ser lançado em dezembro

JESSICA MARQUES

O presidente do diretório municipal do PSD, Lau Alencar, é o novo chefe da Secretaria de Transportes de Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo.

Em coletiva de imprensa à mídia local, o agora secretário afirmou que o projeto de implantação do Bilhete Único em Osasco deve ser apresentado pelo prefeito Rogério Lins, com previsão de implantação para 1º de dezembro.

Além disso, Alencar afirmou à mídia local que será avaliada a possibilidade de que Bilhete Único permita também integração com a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e com ônibus intermunicipais.

“É um grande avanço iniciar e aí, depois, dependendo de recursos, porque a Prefeitura tem que subsidiar tudo isso, dependendo da condição financeira, viabilizar outras condições”, disse o novo secretário de Transportes, conforme noticiado pelo portal Visão Oeste.

“Já está nos planos do prefeito Rogério Lins. Temos que saber qual o impacto real financeiro dessa primeira etapa do Bilhete Único. Aí, dependendo do impacto disso, já há um estudo, sim, para entender essa parceria com a CPTM, que é desejada por muitos trabalhadores. E isso está no radar”, afirmou também.

De acordo com a proposta apresentada pela Prefeitura, que é uma promessa antiga, o Bilhete Único de Osasco permitirá que o seu titular, com o pagamento de apenas uma tarifa, utilize até duas viagens em ônibus municipais dentro de até uma hora.

Aos domingos e feriados, por sua vez o tempo permitido para a integração tarifária será de duas horas. Em nenhum momento será permitida a utilização da segunda viagem na mesma linha ou ônibus em que foi realizada a primeira, também de acordo com a proposta.

O Bilhete Único terá subsídio da administração municipal, que deve destinar cerca de R$ 10 milhões por ano para o projeto.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

 

 

Comentários

  1. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    VERGONHA ! Osasco, Cidade tao importante da Grande SP e sede junto com o extremo Noroeste da Capital Paulista do SBT – 2a. Maior Emissora de TV do Brasil e uma das mais importantes da Terra! Cortada por umas 04 Rodovias Estaduais… NÃO TER AINDA UM BILHETE ÚNICO E AINDA QUER IMPLANTAR UM COM ESSA MISÉRIA DE TEMPO DE INTEGRACAO?????!!!! Que “FEUDO” hein…aff Osasco nao pode ser um território feudal de SP/SP!

  2. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    Quando sera que o Bilhete Unico paulistano sera ACEITO nos Validadores dos Ônibus Metropolitanos da EMTU/RMSP? Chega de politicagem! Pelo Amor de Deus!

    1. Dênis Douglas disse:

      Conforme mostrado uma vez aqui numa matéria, SP praticamente subsidia os usuários dos demais municípios da RM por meio do BU. E o que prefeitos e operadoras municipais fazem? Fingem que não é com eles, criam bilhetes próprios e a passagem fica até 10% mais cara que a da Capital.
      A situação é tal que Osasco teve nessa década dois aumentos em um mesmo ano, e sem divulgação prévia. Apesar que o vizinho Grupo Benfica só põe um aviso do lado do motor do ônibus e acha que tá bom…
      Um dia um meteoro cairá e o povo se toca que deveria existir uma conta única que subsidiasse a todos os municípios, já que muitos não passam de um subsistema da rede intermunicipal (que por características próprias teria de ter outra conta).

Deixe uma resposta