Em Manaus, prefeitura certifica 217 motoristas de ônibus por boas práticas diárias junto à população

Foto: Divulgação SMTU/Prefeitura Manaus

Categoria “Direção Verde”, do “Programa de Meritocracia”, avalia também a redução de combustíveis e poluentes no meio ambiente

ALEXANDRE PELEGI

Dirigir um ônibus de forma a reduzir combustíveis e poluentes no meio ambiente, e ainda por cima disseminar boas práticas no dia a dia junto à população.

Eis os objetivos de um programa da prefeitura de Manaus, lançado em 2018, que já certificou 271 motoristas do transporte na categoria “Direção Verde”.

A categoria faz parte do “Programa de Meritocracia”, voltado à promoção de melhorias no Sistema de Transporte Coletivo da capital.

O objetivo é que todas as empresas participem do treinamento, realizado em parceria com o Sest-Senat. O programa faz parte das Ações e Metas do Planejamento Estratégico em Transportes Urbanos e já está em sua 9ª turma de 2019.

Para Manoel Paiva, diretor-presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), o projeto reconhece o bom profissional e estimula as boas práticas junto aos usuários do transporte coletivo.

Em julho deste ano a prefeitura decretou a intervenção no sistema financeiro das empresas de transporte coletivo da capital pelo prazo de 90 dias, podendo ser prorrogada pelo mesmo período. Relembre: Prefeitura de Manaus anuncia intervenção financeira nas empresas de ônibus por 90 dias

Nesse contexto, segundo Manuel Paiva, o objetivo é levar um serviço de qualidade para a população de Manaus, como objeto principal da intervenção imposta pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, que visa promover melhorias no sistema.

PROGRAMA E CRITÉRIOS

Segundo comunicado da prefeitura de Manaus, para conferir o certificado são adotados alguns critérios de avaliação. Estes levam em conta a redução de combustíveis e de poluentes, assim como redução de faltas, acidentes, reclamações, número de elogios recebidos por parte dos motoristas, entre outros fatores que são avaliados por equipe técnica do IMMU em conjunto com as empresas.

“Um instrutor vai às empresas de transporte coletivo e verifica os tipos de veículos e carrocerias de cada empresa. Com a informação, ele elabora o treinamento para cada tipo de veículo, conforme as carrocerias desses veículos. Em seguida, na própria empresa, as turmas são formadas para o curso”, descreve o comunicado.

DIREÇÃO VERDE

Inserido no programa de treinamento, a categoria “Direção Verde” consiste na redução de combustíveis e poluentes no meio ambiente.

Após o treinamento dos condutores, a empresa põe em prática com os motoristas o que foi ensinado em sala de aula e premia os condutores que alcançaram as metas estabelecidas.

Motorista da empresa Vega Transporte, Régis Almeida, 53, considera que o programa é muito positivo para a categoria profissional. “Se colocarmos em prática o que foi repassado em sala de aula, será muito bom, pois o curso envolve o respeito ao meio ambiente e às pessoas. No meu dia a dia, procuro fazer tudo de forma correta e profissional, e na minha casa também já adotei novas práticas. Faço minha parte”, concluiu.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta