Terminais de ônibus de São Paulo oferecem testes gratuitos de HIV

O primeiro local participante será o Terminal Urbano Bandeira, na região central. Foto: SPTrans / Sidnei Santos.

Campanha alerta população sobre importância de diagnóstico precoce e tratamento

JESSICA MARQUES

Os terminais de ônibus da capital paulista serão pontos de orientação e realização de testes gratuitos para a detecção do HIV nesta segunda-feira, 26 de agosto de 2019. O objetivo é alertar a população sobre a importância do diagnóstico e tratamento precoce do vírus da Aids.

A campanha intitulada Mutirão de Teste Rápido de HIV/Aids acontece por meio de uma parceria firmada entre a Socicam, SPUrbanuss, SPTrans e o Programa Municipal de DST/Aids, órgão de saúde ligado à prefeitura da capital paulista.

O primeiro local participante será o Terminal Urbano Bandeira, na região central. No dia 26 de agosto, segunda-feira, das 10h às 16h, quem passar pelo local poderá realizar o teste gratuito de HIV/Aids, receber orientações de agentes da saúde e caso a doença seja confirmada, será encaminhado para o tratamento gratuito por meio do sistema público de saúde.

Entre os meses de agosto e dezembro, a ação será distribuída para todas as regiões da cidade e em mais quatros terminais urbanos: Setembro (Zona Norte); Outubro (Zona Leste); Novembro (Zona Sul); Dezembro (Zona Oeste), segundo o SPUrbanuss.

“O último dia da ação acontecerá em 1º de dezembro, data instituída pela Organização Mundial da Saúde, desde 1988, como o Dia Mundial de Combate à Aids. No Brasil, desde 2017, o movimento Dezembro Vermelho é lei e foi estabelecido no calendário oficial para promoção de eventos, ações e atividades educativas que devem ser realizadas entre o poder público, sociedade civil e órgãos internacionais, de acordo com as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS)”, informou, em nota, o sindicato que reúne as empresas de ônibus da capital paulista.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta